Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/13930
Título: Isolamento e caracterização dos metabólitos produzidos pelo fungo Nigrospora sphaerica (Sacc.) Mason endofítico de Indigofera suffructicosa Mill. e avaliação do potencial biotecnológico
Autor(es): SANTOS, Irailton Prazeres dos
Palavras-chave: diversidade fúngica; Caatinga; atividade antimicrobiana; Nigrospora sphaerica; Staphylococcus aureus; ácido indólico-3-carboxílico; atividade anti-Candida
Data do documento: 11-Fev-2015
Resumo: Fungos endofíticos vêm despertando grande interesse biotecnológico em virtude da aplicabilidade de seus metabólitos secundários na medicina, indústria e agricultura. A espécie Indigofera suffruticosa é uma planta encontrada no Brasil, conhecida por apresentar várias atividades biológicas. Nesse trabalho fungos endofíticos foram isolados de folhas de I. suffruticosa na Mata Atlântica e na Caatinga, do estado de Pernambuco, durante as estações seca e chuvosa, taxonomicamente caracterizados e avaliados quanto a produção de metabólitos com atividade antimicrobiana. Todos os fungos isolados foram submetidos a um screening preliminar, e os que apresentaram melhores resultados foram fermentados em diferentes meios de cultura líquidos e semi-sólidos, e tiveram sua atividade antimicrobiana análisada através do método de difusão em disco. O extrato metanólico de Nigrospora sphaerica (NsME) obtido a partir do clutivo em meio de cultura de arroz, e o extrato de acetato de etila de N. sphaerica (NsEAE) obtido a partir do sobrenadante após o cultivo no meio líquido Batata Dextrose, tiveram suas concentração mínima inibitória (CMI) e concentração mínima bactericida (CMB) determinadas contra bactérias Gram-negativas e bactérias Gram-positivas. O extrato NsEAE foi submetido a colunas cromatográficas e as frações e subfrações obtidas foram analizadas através de ressonância magnética nuclear, resultando na identificação do ácido indólico-3-carboxílico, o qual foi avaliado quanto a sua atividade anti-Candida. Um total de 107 fungos foram isolados e identificados de acordo com as características morfológicas e chaves taxonómicas. Entre os nove táxons identificados, Colletotrichum gloeosporioides (13,4%), Pseudocochliobolus pallescens (8,3%), Nigrospora sphaerica [Khuskia oryzae] (7,4%), e Pestalotiopsis maculans (6,9%) foram os mais frequentes. Curvularia australiensis e Chaetomella raphigera foram isolados apenas na Caatinga durante períodos seco e chuvoso, respectivamente e são relatadas como a primeira vez que foram isoladas a partir de uma planta na Caatinga. Lasiodiplodia theobromae foi encontrada apenas na Mata Atlântica no período de seco, floresta em que a diversidade de fungos isolados foi maior. Entre os fungos endofíticos isolados, 18 fungos mostraram atividade contra pelo menos um microorganismo teste em um screening preliminar, e os melhores resultados foram obtidos com a espécie N. sphaerica (URM-6060) e P. maculans (URM-6061). Após a fermentação, apenas N. sphaerica apresentou atividade antibacteriana quando fermentada meio de cultura líquido Batata Dextrose e no meio semi-sólido arroz. Os extrato NsME e NsEAE foram ativos contra bactérias Gram-negativas e Gram-positivas, com CMI variando entre 1.56 e 6.25 mg/mL e CMB variando entre 6.25 e 50 mg/mL. O melhor resultado foi observado contra Staphylococcus aureus, com CMI 1,56 mg/ml e CMB 6,25 mg/ml para NsME e CMI 0,39 mg/ml e CMB 3,12 mg/ml com o extrato NsEAE. O ácido indólico-3-carboxílico apresentou atividade fungicida contra todas as espécies de Candida testadas, com CMI variando entre 0.125 e 0.0039 mg/mL e concentração mínima fungicida (CMF) variando entre 0.125 e 0.0039 mg/mL, sendo os melhores resultados observados contra Candida guilermondii, C. haemulonii and C. albicans. Estes resultados representam o primeiro relato sobre a micobiota endofítica de I. suffruticosa demonstrando que as características da Mata Atlântica favorecem uma maior colonização de fungos endofíticos, em comparação com a Caatinga, em que o fungo N. sphaerica demonstrou ser capaz para produzir agentes bioativos com potencial uso farmacêutico na busca de novas fontes biológicas de candidatos a fármacos.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/13930
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Ciências Biológicas

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Santos, Irailton Prazeres - 579.5 CDD.pdf2,59 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons