Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/13365
Título: Determinação de citocinas da via TH17 e da atividade imunomoduladora de novos derivados tiazolidinicos em PBMCs de crianças asmáticas
Autor(es): ANTUNES, Adriana Azoubel
Palavras-chave: Asma; Células TH17; PPAR; Imunomodulação
Data do documento: 28-Mai-2013
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: A asma é uma doença heterogênea com quadros clínicos e mecanismos patogênicos distintos. Sua fisiopatologia envolvendo a predominância de fenótipo Th2 não tem sido suficiente para explicar a diversidade fenotípica observada nestes pacientes. Com a descoberta das células Th17, produtoras de IL-17A, IL-17F e IL-22, várias evidências têm sido descritas implicando sua participação na patogênese da asma. Com isso, novas perspectivas terapêuticas a uma série de doenças vêm sendo consideradas. Os derivados tiazolidínicos são drogas agonistas dos receptores ativados por proliferadores de peroxissoma gama (PPARγ) e atuam em várias doenças auto-imunes e inflamatórias. Em nosso estudo revisamos o papel das citocinas da via Th17 na asma brônquica. Esta tese tem ainda dois artigos originais: No primeiro avaliamos a produção destas citocinas em uma população de crianças com asma persistente moderada e grave, na tentativa de correlacionar estes níveis com a gravidade da doença, e ainda comparar com controles não asmáticos. Avaliamos ainda, in vitro, se as citocinas pró-inflamatórias presentes em meio de cultura de células mononucleares de sangue periférico (PBMCs) seriam inibidas pela presença de um composto tiazolidínico, o GQ-147, o que motivou o segundo artigo original. Os pacientes foram avaliados e classificados clinicamente quanto à gravidade da asma e submetidos a exames complementares. As citocinas foram dosadas no soro e nos sobrenadantes das PBMCs. Observamos níveis séricos de IL-17 e IL-22 abaixo do limite de detecção da técnica. Nas culturas celulares observamos uma elevação da IL-17 quando comparamos o grupo de asmáticos persistentes graves com os moderados, embora esta diferença não tenha sido estatisticamente significante. Com o GQ-147, verificamos uma diminuição das IL-17, IFNγ e IL-22. Além disto, demonstramos por reação em cadeia da polimerase em tempo real (Real-time PCR) que o GQ-147 teria uma ação imunomoduladora nos PPARγ mais eficiente que a rosiglitazona, tiazolidínico comercialmente disponível. Frente à complexidade que é tratar uma doença de fenótipos inflamatórios tão distintos, outros estudos com um maior número de pacientes, são necessários para a confirmação deste possível predomínio das citocinas Th17 nos casos de asma grave, bem como a ação imunomoduladora do composto estudado, para posterior avaliação em ensaios clínicos.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/13365
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Saúde da Criança e do Adolescente

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE Adriana Antunes.pdf2,44 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons