Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/13331
Título: Avaliação dos efeitos do Sildenafil sobre a placenta em um modelo de perda gestacional induzida por polissacarídeos em camundongos
Autor(es): Luna, Rayana Leal de Almeida
Palavras-chave: Sildenafil; Inflamação; Placenta; Gravidez
Data do documento: 27-Fev-2013
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: Infertilidade que é um importante problema de saúde pública mundial e é caracterizada pela incapacidade em não poder gerar filhos e está relacionada com vários eventos, como é o caso de eventos de perdas gestacionais recorrentes. Dentro desse âmbito das infertilidades o aborto se apresenta como um fator recorrente e preponderante, o mesmo pode ser por cauã genética, insug=ficiencia hormonal ou morbidades que acomentem a mãe. O aborto além de outras características se apresenta como um processo inflamatório e trombótico que envolve principalmente alta expressão da citocina pró-inflamatória TNF-α., porém os mecanismos relacionados com as complicações gestacionais que levam às perdas fetais ainda não estão completamente entendidos. Estudos anteriores já identificaram a presença da enzima Fosfodiesterase tipo-5 (PDE5) no útero, placenta e tecidos da decídua, por sua vez o Sildenafil (Viagra®) inibe a PDE5 aumentando os níveis de GMPc no meio intracelular . Esse fármaco desempenha um importante papel como vasodilatador, e propriedades anti-inflamatorias tem sido recentemente descobertas, o Sildenafi possui um ótimo nível de segurança e alto perfil de tolerabilidade e não possui atividade teratogênica também. O presente estudo investigou a ação do Sildenafil em um modelo de perda gestacional induzida por Lipopolisacarideos (LPS) em camundongos Albino Swiss, fêmeas, grávidas. Seguindo metodologia já descrita, a aplicação intra-peritoneal do LPS (100μg/Kg) realizada no 15° de gestação e todos os tratamentos foram realizados desde o primeiro dia de gestação. Foi avaliada a ação do Sildenalfil (50mg/Kg/dia) e tratamento associado com Heparina (500UI/Kg/dia). Os resultados demonstraram o efeito benéfico do Sildenafil e em tratamento coadjuvante com Heparina após injúria induzida por LPS, promovendo a manutenção da estrutura celular e molecular da placenta. Assim, após estudos aprofundados bem dirigidos este fármaco poderá representar uma opção terapêutica para perdas gestacionais, principalmente aquelas que possuem um envolvimento inflamatório e trombótico.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/13331
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Ciências Biológicas

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Rayana Luna.pdf2,07 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons