Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/13252
Título: As (Im)Possibilidades da Proteção Legal ao Design no Brasil Contemporâneo
Autor(es): Martins, Renata Gontijo Sant'Anna Silva
Palavras-chave: Propriedade industrial; Design; Desatualização da lei
Data do documento: 27-Fev-2014
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: No Brasil, os direitos inerentes a certos bens incorpóreos ou imateriais, constituem direitos tão reais e patrimoniais quanto os aplicáveis aos bens corpóreos ou materiais e são objeto de um ramo do Direito chamado Propriedade Intelectual. Versa esta investigação sobre a impossibilidade da legislação nacional vigente proteger, através do registro de desenho industrial, em sua integridade, todos artefatos desenvolvidos através de uma metodologia de Design. Pela revisão de literatura foi detectado que esta seria a única forma de tutela à configuração ornamental de um artefato industrial, porém a análise de 206 artefatos de design mostrou que a legislação, apesar de possibilidade de fazer uso também da patente de invenção e de modelo de utilidade, além do registro de marca e uso dos direitos de autor para proteger o design brasileiro contemporâneo, ainda assim não consegue tutelar toda a produção nacional. À sugestão de mudança na legislação junta-se a indicação de maneiras alternativas para proteção do design brasileiro contemporâneo a fim de que se consiga reduzir o descompasso existente entre o que o designer faz e o que, efetivamente, a lei protege.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/13252
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Design

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE Renata Gontijo Martins.pdf9,08 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons