Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1325
Título: UbiDoctor: arquitetura de serviços para gerenciamento de sessão e adaptação de conteúdo em ambientes de medicina ubíqua
Autor(es): DINIZ, Juliana Regueira Basto
Palavras-chave: Ubiquidade; Adaptação de Conteúdo; Middleware; Migração de Aplicações; Prontuário Eletrônico; Segunda Opinião Médica
Data do documento: 31-Jan-2008
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Regueira Basto Diniz, Juliana; André Guimarães Ferraz, Carlos. UbiDoctor: arquitetura de serviços para gerenciamento de sessão e adaptação de conteúdo em ambientes de medicina ubíqua. 2008. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Resumo: Ambientes de medicina ubíqua são aqueles em que facilidades tecnológicas, como dispositivos móveis e redes de comunicação sem fio, trazem novas possibilidades de acesso e interação de seus usuários, como por exemplo, o acesso das informações dos pacientes, em qualquer situação e a troca de opiniões e diagnósticos disponíveis no Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP), permitindo que dados sobre exames, fatos e situações sobre a saúde de um paciente possam ser acessados através de múltiplos dispositivos e redes heterogêneas. Em particular, ambientes de medicina ubíqua precisam oferecer suporte à mobilidade de seus profissionais, uma vez que esta é uma característica inerente à própria profissão, especialmente dos médicos. Além do caráter nômade do médico, é importante considerar que a atividade médica está sujeita a interrupções durante sua execução, uma vez que médicos passam pouco tempo em cada local ou atividade. Essa fragmentação e nomadismo das atividades poderá comprometer a produtividade do médico. Dessa forma, mecanismos que facilitem a continuidade de atividades dos profissionais, mesmo em virtude de seus constantes deslocamentos, tendem a melhorar a sua produtividade. Este é o caso desta de tese de doutorado que apresenta uma arquitetura baseada em serviços de middleware, denominada UbiDoctor, com objetivo de oferecer suporte a aplicações de medicina ubíqua, possibilitando motivar o médico a ficar menos ocioso entre atividades fragmentadas, podendo melhorar a sua produtividade. O suporte oferecido pelo UbiDoctor é dado pelos (i) serviços de gerenciamento de sessão, (ii) gerenciamento de contexto e (iii) adaptação de conteúdo. Estes serviços permitem que uma sessão iniciada em um dispositivo, possa ser concluída em outro, sem perda de informações e de tempo. O tempo de migração de sessões entre dispositivos foi verificado através de análises quantitativas e qualitativas com um grupo de médicos de um hospital particular em Recife-PE. Os resultados dos testes permitiram concluir que a solução computacional proposta possibilita o médico usar o sistema de PEP em qualquer lugar, a qualquer momento e de qualquer dispositivo, tendendo a melhorar sua produtividade
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1325
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Ciência da Computação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
jrbd.pdf4,73 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.