Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1323
Título: Planejamento Bioisostérico, síntese e avaliação farmacológica de novos análogos 1,2,4-Oxadiaazólicos
Autor(es): Maurício dos Santos Filho, José
Palavras-chave: Bioisosterismo;Avaliação farmacológica;Síntese
Data do documento: 2002
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Maurício dos Santos Filho, José; da Rocha Pitta, Ivan. Planejamento Bioisostérico, síntese e avaliação farmacológica de novos análogos 1,2,4-Oxadiaazólicos. 2002. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia de Produtos Bioativos, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2002.
Resumo: O reconhecimento de que determinados grupos de átomos, dentro de estruturas moleculares, como responsáveis pelas respostas biológicas das drogas conduziu ao conceito de farmacóforo, o qual foi utilizado nesse trabalho para planejar uma série de novas substâncias. Sua principal característica é a incorporação de substituições bioisostéricas, levando à combinação de dois farmacóforos diferentes em uma única molécula. Nesse sentido, sintetizamos os derivados 3-[3-(4-ARIL)-1,2,4-OXADIAZOL-5-IL] ACIL-HIDRAZONA e 4-[3-(4-ARIL)-1,2,4-OXADIAZOL-5-IL] ACILTIOSSEMICARBAZIDA, em que as porções 1,2,4-oxadiazol, acil-hidrazona e aciltiossemicarbazida são os farmacóforos de interesse, sendo relatados como portadores de um largo espectro de atividades biológicas. As sínteses requereram quatro etapas, a partir de arilnitrilas simples, até a obtenção de produtos estruturalmente complexos, os quais foram obtidos com rendimentos excelentes e caracterizados por técnicas espectroscópicas. Os compostos puros foram avaliados como antimicrobianos frente a diferentes tipos de bactérias e leveduras, no intuito de verificar se a modificação estrutural conduzida fora capaz de potencializar a ação já bem conhecida dos farmacóforos isolados. Os derivados tiveram sua atividade antimalárica testada, numa abordagem nova de suas características farmacológicas. Técnicas de modelagem molecular foram empregadas no estudo estrutural dos derivados 3-[3-(4-aril)-1,2,4-oxadiazol-5-il] acil-3,4-metilenodióxi-fenil-hidrazona e 3-[3-(4- aril)-1,2,4-oxadiazol-5-il] acil-4-fluoro-fenil-hidrazona, a fim de verificar a existência da relação isostérica entre o grupo acil-hidrazona e o heterociclo 1,3,4-oxadiazol, um outro farmacóforo importante, bem como dar suporte teórico aos resultados de ressonância magnética nuclear, relativos aos diastereômeros (E) e (Z) possíveis para essas substâncias
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1323
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Biotecnologia Industrial

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo4393_1.pdf5,84 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.