Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1312
Title: Estudo químico e de atividade biológica da Spigelia flemmengiana
Authors: Cunha dos Santo, Jefferson
Keywords: Química Orgânica;Atividade antimicrobiana e Antihelmíntica
Issue Date: 2002
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Cunha dos Santo, Jefferson; Silva Nascimento, Márcia. Estudo químico e de atividade biológica da Spigelia flemmengiana. 2002. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia de Produtos Bioativos, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2002.
Abstract: O Brasil apresenta uma grande quantidade de plantas superiores que não foram estudadas, entre essas temos a Spigellia flemmingiana, uma representante da família Loganeaceae, que é utilizada popularmente como anti-helmíntica. No presente trabalho foram estudados os constituintes químicos, atividade antimicrobiana e anti-helmíntica dos extratos brutos de ciclohexano, acetato de etila e etanol da Spigelia flemmingiana. A atividade antimicrobiana foi avaliada frente ao Staphylococcus aureus, Bacillus subtilis, Escherichia coli, Candida albicans, Candida lypolytica e Candida parakrusei pelo método de difusão em disco e a atividade anti-helmíntica foi avaliada pela inibição direta da eclosão de ovos do helminto Haemonchus contortus em solução com os extratos da planta. Foram encontrados na planta pelo teste fotoquímico; Saponinas e Esteróides. Os testes de atividade antimicrobiana mostraram que nenhum dos extratos bruto inibiu o crescimento dos microrganismos utilizados. No entanto, os extratos ciclohexano e acetato de etila apresentaram atividade anti-helmíntica nos testes contra o Haemonchus contortus. Os extratos que apresentaram atividade antihelmíntica foram purificados para isolamento e determinação da estrutura do possível composto responsável pela atividade biológica. No extrato ciclohexano foi obtido o composto SFH-1 e no extrato acetato de etila, o composto SFA-2. O presente trabalho comprovou a utilização da Spigelia flemmingina como antihelmintica. O composto SFH-1, após análises espectrométricas foi identificado como o β-sitosterol, enquanto que o SFA-2 foi identificado como um derivado do ácido benzóico, o Ácido Vanilínico
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1312
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Biotecnologia Industrial

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo4391_1.pdf664.05 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.