Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1309
Title: Avaliação da atividade antitumoral em extrato de Indigofera suffruticosa Mill
Authors: SILVA, Cleideana Bezerra da
Keywords: Fabaceae; Anil; Indigofera Suffruticosa; Carcinoma de Ehrlich; Atividade antitumoral
Issue Date: 31-Jan-2008
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Bezerra da Silva, Cleideana; Lúcia de Menezes lima, Vera. Avaliação da atividade antitumoral em extrato de Indigofera suffruticosa Mill. 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Bioquímica e Fisiologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Abstract: Indigofera suffruticosa Mill é uma arbusto da família Fabaceae conhecido popularmente como anil. É uma planta distribuída mundialmente, sendo utilizada na medicina popular contra diversos problemas de saúde. Este estudo avaliou a ação toxicológica do extrato aquoso de folhas de I. suffruticosa, bem como a atividade antitumoral sobre células de carcinoma de Ehrlich (EC) e a influência desse extrato sobre os níveis séricos de colesterol total e triglicerídeos em camundongos. Foram realizados ensaios de toxicidade aguda por via oral e via intraperitoneal em camundongos machos, onde se verificou efeitos estimulantes seguidos de efeitos depressores, após a administração do extrato. As doses utilizadas foram de 490 a 850 mg/kg por via intraperitoneal, onde foi estimado o valor da DL50 em 750,6 mg/kg e 1000 a 5000 mg/kg por via oral, entretanto, nenhuma morte foi notificada por esta via de administração, somente alguns sinais tóxicos. A toxicidade do extrato também foi testada frente à Artemia salina, que mostrou uma CL50 de 127&#956;g/mL. Tratamento de camundongos albinos suíços normais (n = 5) com extrato de I. suffruticosa com dose de 50 e 100 mg/kg, administrada intraperitonealmente, não apresentou diferença significante nos níveis séricos de colesterol total e triglicerídeos. Após o tratamento com I. suffruticosa por via intraperitoneal, notou-se uma redução significativa (p < 0,001) no tamanho dos tumores ( 75,5% e 63,9%), quando utilizou-se doses de 50 e 100 mg/kg, respectivamente. A I. suffruticosa possui moderada toxicidade e exibiu uma significante atividade antitumoral em camundongos portadores de EC, indicando que a mesma possui propriedades medicinais
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1309
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Bioquímica e Fisiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CBS.pdf1.46 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.