Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12973
Title: Oportunidades Perdidas no Rastreamento da Sífilis no Pré-natal: estudo transversal de mulheres atendidas por término da gravidez em uma maternidade municipal da rede SUS do Recife-Pernambuco
Authors: FREIRE JUNIOR, Manoel Bastos Freire
Keywords: Sífilis congênita; Pré-natal; Fatores de risco; Estudos transversais
Issue Date: 20-Aug-2014
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: Este trabalho tem como objetivo avaliar as oportunidades pedidas no rastreamento para sífilis na gravidez e identificar os fatores que estão associados com a não realização do teste do VDRL no pré-natal do município do Recife-PE. Trata-se de um estudo de corte transversal, que foi realizado na maternidade Barros Lima. A população de estudo foi composta por uma amostra de 460 mulheres atendidas por término da gravidez e que tinham realizado pelo menos uma consulta de pré-natal. Os dados foram coletados utilizando-se de entrevistas face a face com questionário estruturado e por consulta a documentos como cartão de pré-natal e prontuários, o período utilizado para executar esta fase ocorreu entre o dia 1º de agosto ao dia 27 de outubro de 2013. Os principais resultados encontrados foram: relato do agendamento da consulta do pré-natal em 76% dos casos; ocorreu transmissão vertical da sífilis em 55,5% dos recém-nascidos de mães VDRL positivo; apenas 50% dos casos de sífilis em gestantes foram diagnosticados no pré-natal; 17,9% das mulheres não fizeram o VDRL; os principais motivos elencados para não realizá-los foram não conseguir marcá-los, demora para recebê-los, falta de tempo e distância do laboratório; 3,9% foi a prevalência da sífilis na gestação. Para o cálculo da medida de prevalência do desfecho, considerou-se aquelas mulheres que não relataram e/ou não possuíam registro no cartão da gestante sobre o resultado do VDRL. Para medir a associação entre as variáveis preditoras e o desfecho, foi calculada a razão de chances (Odds Ratio). A regressão logística foi utilizada para controlar o efeito de confundimento e possíveis interações entre as variáveis. As variáveis que mostraram associação estatisticamente significante com o desfecho do estudo, após esta etapa, foram: dificuldade para a realização do VDRL (OR 10,1; IC95% 2,9 – 34,6); realização da última consulta no primeiro ou segundo trimestre da gravidez (OR 5,4; IC95% 2,8 – 13); realização de cinco ou menos consultas (OR 3,7; IC95% 1,9 – 7,3), o não agendamento das consultas subsequentes (OR 2,3; IC95% 1,2 – 4,7) no pré-natal, ter 19 anos ou menos de idade (OR 2,89; IC95% 1,37 - 6,09) e ter tido três ou mais gravidezes (OR 2,4; IC95% 1,1 – 05). Os resultados mostram que a atenção pré-natal apesar de ter elevada cobertura precisa melhorar na qualidade. A eliminação da sífilis congênita ainda constitui um problema de saúde pública, cujo controle está longe de ser alcançado no município do Recife.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12973
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Saúde Coletiva

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO Manoel Bastos Freire Júnior.pdf1.55 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons