Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1295
Título: Ocorrencia de bacteriocinas e caracterizacao molecular de linhagens de Zymomonas mobilis
Autor(es): Manoella de Souza Lima, Gláucia
Palavras-chave: Microbiologia aoplicada; Bacteriocinas
Data do documento: 2002
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Manoella de Souza Lima, Gláucia; Magali de Araújo, Janete. Ocorrencia de bacteriocinas e caracterizacao molecular de linhagens de Zymomonas mobilis. 2002. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia de Produtos Bioativos, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2002.
Resumo: O fermentado de Zymomonas mobilis tem apresentado diversas aplicações terapêuticas contra várias infecções bacterianas. Diante desse fato, o presente trabalho teve como objetivo relacionar a ação terapêutica de Z. mobilis com a produção de bacteriocina além de caracterizar as linhagens através de SDS-PAGE, RAPD e rep-PCR. Para verificar a ocorrência de bacteriocina, foram testadas 6 linhagens de Zymomonas mobilis (CP4, Z1-86A, Z1-86B, Z1-87, Z1-88 e Z2-88) contra as linhagens Escherichia coli K12, E. coli BH57, E. coli ATCC 9637, Salmonella enteritidis, Staphylococcus aureus e Streptococcus faecalis. Os resultados obtidos mostram que todas as linhagens de Zymomonas produzem bacteriocina, exibindo um amplo espectro de ação. Os perfis de atividade antimicrobiana mostraram diferenças significativas em relação ao heteroantagonismo. Foi avaliada também a influência do meio de cultura (SSDL e Schreder) e temperatura (30ºC e 37ºC) na expressão da atividade antagonista produzida pela Z. mobilis. Os dois meios foram eficientes para produção de bacteriocina, porém foi observada melhor atividade bacteriocinogênica para a linhagem Z1-87 no meio Schreder a 37ºC. As bacteriocinas permaneceram estáveis até 80ºC por 15 minutos e foram inativadas pela proteinase K. Não foram observados bacteriófagos e ácidos atuando como prováveis inibidores de crescimento. A cinética da produção de bacteriocina da linhagem Z1-87 no meio Schreder revelou que a produção iniciou na fase logarítmica e se estabilizou na fase estacionária. A análise eletroforética de proteínas totais não foi eficaz para a caracterização genética das linhagens de Z. mobilis. Com a técnica de RAPD foram selecionados sete primers os quais originaram 47 bandas, sendo possível evidenciar o polimorfismo entre as linhagens. O rep-PCR foi bastante sensível para detectar diferenças genéticas entre as linhagens, utilizando os primers ERIC e REP. As linhagens apresentaram um nível de similaridade em torno de 62%
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1295
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Biotecnologia Industrial

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo4384_1.pdf681,68 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.