Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12741
Título: Associação da Escala de Fisher com alterações da linguagem em pacientes com hemorragia subaracnoide aneurismática
Autor(es): SOUZA, Moysés Loiola Ponte de
Palavras-chave: Escala de Fisher; Hemorragia subaracnoide; Aneurisma
Data do documento: 27-Fev-2014
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Souza MLP. Associação da escala de Fisher com alterações da linguagem em pacientes com hermorragia subaracnoide aneurismática. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Pernambuco, 2014, 57 p.
Resumo: Os déficits cognitivos provocados pela hemorragia subaracnoide (HSA) após a ruptura de aneurismas cerebrais são frequentes, visto que apro cognitivo. A escala de Fisher está associada com o desenvolvimento de vasoespasmo, e dessa forma com o desempenho final do paciente após HSA. A associação desta escala com alterações de linguagem no período que antecede o tratamento ainda não foi relatada na literatura. Desta forma, tivemos como objetivo associar a presença de déficits de linguagem com os diversos graus da escala de Fisher em pacientes com HSA no período que antecede o tratamento do aneurisma, bem como comparar os diversos graus dessa escala, identificando os graus da escala de Fisher mais associados ao declínio de linguagem. Foi analisado o banco de dados de 185 avaliações pré-operatórias da linguagem, através do Protocolo Montreal Toulose versão Alpha e fluência verbal pela bateria CERAD, de pacientes do Hospital da Restauração com HSA aneurismática. Os dados relativos à escala de Fisher, ao local do aneurisma, a idade e ao sexo dos pacientes foram obtidos através de revisão dos prontuários. Os pacientes foram divididos de acordo com a escala de Fisher (Fisher I, II, III ou IV) e comparados com um grupo controle de indivíduos considerados normais. Foram evidenciadas alterações na linguagem e fluência verbal em pacientes com HSA no período pré-operatório. A divisão dos pacientes de acordo com a escala de Fisher, permitiu identificar diferenças entre os subgrupos e concluir que os pacientes com sangramento mais vultuoso (Fisher III e IV) possuem maiores declínios nas funções analisadas.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12741
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Neuropsiquiatria e Ciência do Comportamento

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO Moyses Loiola Ponte de Souza.pdf790,8 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons