Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12733
Title: Desenvolvimento de Proteínas Quiméricas de Leishmania chagasi Utilizando Regiões Antigênicas de Proteínas Recombinantes Previamente Selecionadas
Authors: TAVARES, Diego de Hollanda Cavalcanti
Keywords: Diagnóstico; Leishmaniose visceral; Proteína quimérica; Antígeno recombinante
Issue Date: 31-Jan-2012
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: No Nordeste brasileiro, a Leishmaniose Visceral (LV), provocada pela infecção com a Leishmania chagasi, é um sério problema de saúde pública cujo controle depende de um diagnóstico precoce dos reservatórios caninos e indivíduos afetados. Antígenos recombinantes são a melhor solução para o uso no diagnóstico sorológico e, em trabalhos prévios, novos antígenos de L. chagasi foram identificados com este propósito. Quando analisados por reações imunoenzimáticas os mesmos apresentaram uma sensibilidade variável e uma alta especificidade no diagnóstico da LV, e em misturas com dois ou mais antígenos houve um aumento da sensibilidade sem prejuízo da especificidade. A produção de um sistema de diagnóstico com mais de um antígeno, entretanto, aumenta os custos de fabricação e padronização. Neste trabalho, partimos de genes sintéticos (dof1, dof2 e dof3) desenhados com as melhores características (domínios repetitivos, regiões polares, epítopos para MHC) de antígenos selecionados e clonados em vetores plasmidiais. A partir de várias etapas de subclonagem estes genes foram utilizados na construção de genes quiméricos, codificando para as regiões repetitivas dos antígenos em diferentes combinações (3-2-1, 3-1-2 e 1-3-2). Os genes quiméricos, clonados em vetores plasmidiais de expressão, foram usados para a produção das respectivas proteínas em Escherichia coli, fusionadas a um motivo de poli-histidinas na sua extremidade N-terminal. Após purificação, via cromatografia de afinidade, estas proteínas foram avaliadas por ensaios de ELISA-indireto com soros humanos, onde se obteve alta sensibilidade e especificidade para as três proteínas, mesmo em diluições elevadas de soro. Estes resultados confirmam o potencial de uso das proteínas quiméricas como alternativa no diagnóstico da LV.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12733
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Ciências Biológicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO Diego de Hollanda Cavalcanti Tavares.pdf2.44 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons