Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12695
Title: Lectina solúvel em água de sementes de Moringa olefeira (WSMoL): avaliação de atividade inseticida sobre Ephestia (Anagasta) kuehniella (Lepidoptera: Pyralidae) e Callosobruchus maculatus (Coleoptera: Bruchidae)
Authors: MOURA, Maiara Celine de
Keywords: Moringa oleifera;lectina;mariposa da farina;caruncho do feijão;atividade inseticida
Issue Date: 22-Aug-2012
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Abstract: Inseticidas sintéticos têm sido amplamente utilizados para o controle de populações de insetos-praga. Entretanto, a resistência adquirida por alguns insetos e a elevada toxicidade desses compostos sobre o ambiente e organismos não-alvos têm levado a um aumento na busca por produtos naturais isentos de toxicidade e efetivos no controle de insetos. Lectinas - proteínas ou glicoproteínas que reconhecem carboidratos e aglutinam células - isoladas de plantas têm apresentado atividade inseticida. A lectina solúvel em água isolada de sementes de Moringa oleifera (WSMoL) foi efetiva contra o mosquito Aedes aegypti, causando mortalidade de embriões ainda dentro dos ovos e de larvas no quarto estágio. Este trabalho reporta: 1) o efeito de WSMoL no crescimento e sobrevivência de larvas de Ephestia (Anagasta) kuehniella (mariposa da farinha) e Callosobruchus maculatus (caruncho ou gorgulho do feijão); 2) os parâmetros nutricionais (ECI: eficiência de conversão do alimento ingerido; ECD: eficiência de conversão do alimento digerido; DA: digestibilidade aproximada; e CM: custo metabólico) de larvas de E. kuehniella alimentadas ou não com a lectina; 3) a avaliação da susceptibilidade de WSMoL à digestão por proteases intestinais dos insetos através de eletroforese em gel de poliacrilamida em presença de dodecil sulfato de sódio (SDSPAGE). WSMoL foi isolada por cromatografia em coluna de quitina com alta atividade hemaglutinante específica (AHE, 1427), seguindo procedimento previamente estabelecido. A sobrevivência, o peso corporal e os parâmetros nutricionais das larvas de E. kuehniella não foram significativamente (p>0,05) afetados quando WSMoL (1 e 2 %, p/v) foi incorporada na dieta, em comparação com o controle. SDS-PAGE de WSMoL incubada com extrato de intestino de larvas de E. kuehniella revelou progressiva digestão da lectina com o aumento do tempo de incubação; WSMoL foi completamente digerida após 8 h de incubação. A ausência de atividade inseticida de WSMoL é provavelmente devido à rápida digestão da lectina por E. kuehniella. Diferentemente, WSMoL (1 e 2%, p/v) induziu mortalidade (39–43%) e redução do peso (27–54%) de larvas de C. maculatus de forma dose-dependente. WSMoL não foi digerida por extratos de intestino de larvas de C. maculatus mesmo após 72 h de incubação. Em conclusão, WSMoL apresentou atividade inseticida contra C. maculatus e seu mecanismo de ação envolve resistência a proteases deste inseto.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12695
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Bioquímica e Fisiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012-Dissertação-MaiaraMoura.pdf1.27 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons