Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1268
Title: Análise ultraestrutural da interação da lipoproteína de baixa densidade (LDL) humana com o tegumento do Schistosoma mansoni e identificação da proteína ligante de LDL
Authors: da Silva Andrade Pereira, Adriana
Keywords: Lipoproteínas;Schistosoma;Schistosoma mansoni;Interação com LDL;Microscopia
Issue Date: 31-Jan-2008
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: da Silva Andrade Pereira, Adriana; Luiz de Lima Filho, José. Análise ultraestrutural da interação da lipoproteína de baixa densidade (LDL) humana com o tegumento do Schistosoma mansoni e identificação da proteína ligante de LDL. 2008. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Bioquímica e Fisiologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.
Abstract: A esquistossomose mansônica é uma doença endêmica em várias partes das América e da África, causada pelo Schistosoma mansoni. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde existem entre 200 e 300 milhões de pessoas infectadas no mundo e aproximadamente 1 bilhão sob risco. O verme adulto do Schistosoma mansoni adquiriu uma habilidade peculiar para escapar do ataque do sistema imune do hospedeiro. Muitos mecanismos têm sido propostos para explicar a sobrevivência do parasita, um deles é a aquisição de lipoproteínas plasmáticas. O que chama a atenção para as lipoproteínas nestes mecanismos é o fato de os esquistossômulos não sintetizarem nem colesterol, nem ácidos graxos de cadeia longa, entretanto, estes compostos estão presentes nas suas estruturas. Provavelmente, eles adquirem do hospedeiro através da interação do tegumento do verme com as lipoproteínas no sangue do animal infectado. Neste trabalho, microscopia eletrônica de varredura, eletroforese 2-D e immunoblotting foram utilizadas como ferramentas para estudar a interação da lipoproteína de baixa densidade (LDL) com o tegumento do Schistosoma mansoni e identificar a proteína ligante de LDL. Depois de 50 dias de infecção (100 cercárias, cepa São Lourenço da Mata - SLM), camundongos albinos (Mus musculus) foram sacrificados e os vermes adultos retirados, os quais foram separados para incubação com LDL para a microscopia eletrônica de varredura e preparação do extrato para identificação da proteína ligante de LDL. Os vermes foram lavados e incubados em meio de cultura RPMI 1640 + 10% (v/v) de soro deficiente de lipoproteína (LPDS), contendo 40 μg de LDL/mL durante 30, 60, 120 min. Vermes controles foram processados da mesma forma sem LDL. O extrato de proteínas foi obtido e 200 μg de proteínas foram aplicadas em fitas gradiente de pH imobilizado (IPG strip), 7 cm, pH=3-10, seguidos de focalização isoelétrica no sistema Multiphor II (GE Healthcare) e SDS-PAGE. Proteínas foram transferidas para membranas de PDVF, e bloqueadas com caseína 3%. Subsequentemente, incubações foram feitas com soro humano, anticorpo policlonal anti-LDL (chicken) e conjugado peroxidase anti-chicken (IgG). A membrana foi revelada com substrato TMB e duas bandas foram identificadas apresentando pesos moleculares e pontos isoelétricos (pI) de 55.5 kDa e pI 5.12 e de 28.5 kDa e pI 7.17, respectivamente. Os resultados da microscopia eletrônica de varredura demonstraram uma maior interação de partículas de LDL com a região dorsal mediana do parasita, em relação à outras regiões do tegumento. Agregados lipoprotéicos foram observados nas incubações de 30 e 60 min, sendo verificado uma diminuição na incubação de 120 min. O tamanho das partículas de LDL diminuiu com o tempo de incubação, esses resultados sugerem que a redução do tamanho das partículas pode ser devido ao uso dos lipídeos das lipoproteínas pelo verme. Concluímos que a identificação da proteína ligante poderá ajudar novos projetos terapêuticos, levando a um bloqueio da interação LDL/parasita e consequentemente a morte dos vermes
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1268
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Bioquímica e Fisiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo1276_1.pdf1.46 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.