Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1258
Título: Repertório compartilhado de recursos em comunidades virtuais de prática: um estudo dos mecanismos de interação, organização e controle em grupos de pesquisa científica
Autor(es): FERRAZ, Isabela Neves
Palavras-chave: Comunidades virtuais de prática; Comunidades de prática; Grupos; Interação; Organização; Controle
Data do documento: 31-Jan-2011
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Neves Ferraz, Isabela; Simião Dornelas, Jairo. Repertório compartilhado de recursos em comunidades virtuais de prática: um estudo dos mecanismos de interação, organização e controle em grupos de pesquisa científica. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Administração, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Resumo: A ênfase ao elemento humano e à formação de grupos vem ganhando espaço nas pesquisas que visam a interpretar os fenômenos organizacionais. Estas pesquisas têm contribuído para o reconhecimento de novas formas de organizações, a exemplo das comunidades de prática, definidas como grupos em que se destacam a informalidade das relações, a participação, a atuação em rede e a autogestão. Nessas comunidades, as aplicações da tecnologia da informação exercem função determinante, reduzindo entraves na comunicação e estimulando formas colaborativas de se trabalhar. Uma classe especial de comunidades de prática distingue-se das demais pelo uso intensivo e extensivo dos recursos da tecnologia da informação: são as comunidades virtuais de prática. Cogitando a possibilidade dos grupos de pesquisa da Universidade Federal de Pernambuco serem equiparados a comunidades virtuais de prática, o objetivo desta pesquisa consistiu em inventariar e enquadrar os grupos de pesquisa na condição de comunidades virtuais de prática e evidenciar-lhes os mecanismos de interação, organização e controle vigentes em seus repertórios de recursos compartilhados, bem como avaliar os seus efeitos nas atividades dos grupos. O estudo utilizou o método misto, abrangendo fases quantitativa e qualitativa. Foi empreendida uma pesquisa survey para traçar as características gerais de funcionamento dos grupos de pesquisa e identificar aqueles que se aproximavam do conceito de comunidades virtuais de prática. A partir da aplicação de critérios, foram escolhidas as comunidades virtuais de prática submetidas a estudo de caso. Espera-se que os resultados obtidos estimulem uma reflexão sobre a importância dos mecanismos de interação, organização e controle, na produção, nas trocas de conhecimentos e na consolidação da identidade de grupos de pesquisa científica com atuação virtual
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1258
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Administração

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo7654_1.pdf3,55 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.