Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12407
Título: Conversão no uso da terra e vulnerabilidade socioambiental: uma análise das condições de vida no assentamento Tiriri – Mata Sul de Pernambuco
Autor(es): Melo, Rafaela dias de
Palavras-chave: Vulnerabilidade socioambiental; Produção do espaço; Desenvolvimento; Crescimento econômico; Qualidade de vida
Data do documento: 28-Fev-2014
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: A discussão sobre qualidade de vida vem sendo uma questão importante para a compreensão das diversas contradições existentes no atual modelo de desenvolvimento capitalista neoliberal. Este trabalho trilha seus esforços na compreensão do bem-estar sob o enfoque interdisciplinar, aproximando a questão ambiental das ciências sociais. A pesquisa objetivou analisar o processo de transformação na conversão e uso da terra e seus rebatimentos na vulnerabilidade socioambiental dos pequenos agricultores familiares do assentamento Tiriri, localizado na Zona da Mata Sul de Pernambuco. Partiu-se do pressuposto de que a ausência de qualidade de vida que está acentuando a vulnerabilidade socioambiental dos pequenos agricultores vem sendo provocada pela espacialização do capital e pela conversão do uso da terra trazida pela implantação do Complexo Industrial Portuário de Suape desde o seu planejamento, na década de 1960. A metodologia da pesquisa, dentro de um enfoque dialético, se estruturou na Triangulação de Métodos para responder a questão proposta, estabelecendo abordagens qualitativas na análise e discussão dos resultados. O estudo, de modo geral, evidenciou que a produção do espaço possui profundos rebatimentos na qualidade de vida da população. As vulnerabilidades socioambientais analisadas demonstraram a ausência de políticas públicas que atendessem as necessidades dos pequenos agricultores familiares do entorno do Complexo Industrial Portuário de Suape, que foram e estão sendo expulsos de suas terras em prol de um desenvolvimento que se confunde e se mescla com o crescimento econômico. A falta de acesso a terra decorrente do processo de industrialização é a principal causa da vulnerabilidade socioambiental em Tiriri.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12407
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Desenvolvimento e Meio Ambiente

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO Rafaela Dias de Melo.pdf3,79 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons