Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1225
Título: Análise da configuração organizacional-administrativa da Primeira Igreja Batista de Manaus, aplicando o Modelo Multidimensional-Reflexivo
Autor(es): CATUNDA, Marcus Túlio Tomé
Palavras-chave: Modelo multidimensional-reflexivo; Análise Organizacional; Primeira Igreja Batista de Manaus
Data do documento: 31-Jan-2009
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Túlio Tomé Catunda, Marcus; Alves de Souza, Sérgio. Análise da configuração organizacional-administrativa da Primeira Igreja Batista de Manaus, aplicando o Modelo Multidimensional-Reflexivo. 2009. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Administração, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.
Resumo: Este trabalho analisa a configuração organizacional-administrativa da Primeira Igreja Batista de Manaus PIB/Manaus, instituição religiosa cristã de orientação protestante que presta culto a Deus através do batismo dos conversos, do ensino aos fieis da guarda da doutrina e das práticas bíblicas, além de promover a aplicação dos princípios da fraternidade cristã e a assunção de seus membros na graça e no conhecimento de Cristo. Para proceder a analise, utilizou-se o Modelo Multidimensional-Reflexivo (OMR) de Alves (2003). Levou-se em conta a possibilidade de desmistificar a visão que se tem de estrutura descentralizada e administração desorganizada das organizações religiosas. No caso em questão, trata-se de uma igreja bem organizada estrutural e administrativamente. Utilizou-se o método qualitativo, com pesquisa exploratória, levantamento de dados documentais, bibliográficos, observacionais e entrevistas semi-estruturadas. Identificaram-se e descreveram-se as características estruturais e os dispositivos de coordenação, seus agentes e as relações internas, além do seu relacionamento com o ambiente externo; em seguida, confrontaram-se o OMR e a realidade apresentada pelo objeto da pesquisa, buscando-se aproximações e distanciamentos. Verificou-se a configuração organizacional-administrativa da PIB/Manaus próxima do tipo equiparativo-adaptador, variantes I, II e III, com um agente do tipo adaptador. O OMR atendeu à análise da PIB/Manaus, não tendo sido sugeridos ajustes. Intenta-se que os resultados desta pesquisa contribuam para a melhor compreensão de seus agentes/dirigentes sobre o seu funcionamento, bem como para o aperfeiçoamento de seus processos organizacionais
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1225
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Administração

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo308_1.pdf1,48 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.