Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12163
Título: Desenvolvimento de eletrodos baseados em carbono para determinação da troponina T cardíaca humana
Autor(es): Freitas, Tatianny de Assis
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; Troponina T; Imunoensaio; Imunossensor
Data do documento: 31-Jan-2014
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: FREITAS, Tatianny de Assis. Desenvolvimento de eletrodos baseados em carbono para determinação da troponina T cardíaca humana. Recife, 2014. 99 f. Tese (doutorado) - UFPE, Centro de Ciências Biológicas , Programa de Pós-graduação em Biotecnologia Industrial, 2014.
Resumo: A troponina T (TnT) é um marcador cardíaco considerado "padrão ouro" para o diagnóstico do infarto agudo do miocárdio, devido a sua alta sensibilidade e especificidade. Métodos analíticos para melhorar o diagnóstico desta doença são importantes para o tratamento adequado dos pacientes. Atualmente, as técnicas baseadas em imunoensaios são as mais utilizadas para diagnóstico clínico e determinação da TnT à beira do leito. Entretanto, apresentam algumas limitações como procedimentos complicados para análise e um elevado tempo de espera do resultado. Neste contexto, os imunossensores surgem como uma atrativa ferramenta, de baixo custo, com alta sensibilidade e especificidade para determinação da TnT. Nesta tese, dois diferentes imunossensores eletroquímicos foram desenvolvidos para a detecção da TnT em soro humano. O primeiro imunossensor foi baseado em um método simples de amino-funcionalização de nanotubos de carbono empregado para promover uma imobilização dos anticorpos anti-TnT através de sua região Fc e sua ligação orientada ao antígeno TnT. Os nanotubos de carbono de múltiplas paredes foram amino-funcionalizados utilizando o reagente etilenodiamina e os ensaios foram realizados através de um estudo fatorial associado com uma matriz de Doehlert. As modificações estruturais dos nanotubos de carbono foram confirmadas através da espectroscopia de infravermelho por transformada de Fourrier. Para detecção eletroquímica deste imunossensor, eletrodos impressos descartáveis de carbono foram utilizados e então modificados com estes nanotubos de carbono amino-funcionalizados. Um imunoensaio tipo "sanduíche" foi realizado, no qual a captura específica da TnT foi avaliada através das reações redox da enzima peroxidase conjugada ao segundo anticorpo anti-TnT. Sob condições experimentais otimizadas, uma curva de calibração para as diferentes concentrações de TnT foi obtida com faixa linear de resposta entre 0,02 e 0,32 ng mL-1 (r=0,985, n=5, p<0.001) e um limite de detecção de 0,016 ng mL-1. O segundo imunossensor foi baseado na formação de um filme polimérico sobre um eletrodo de carbono vítreo para imobilização de anticorpos anti-TnT. O ácido orto-aminobenzóico (o-ABA) foi eletropolimerizado sobre a superfície do eletrodo e empregado para fornecer grupamentos carboxílicos à superfície e permitir a ligação covalente de anticorpos anti-TnT. O eletrodo apresentou-se estável mantendo 91,6% da sua resposta inicial após 18 dias e apresentou um limite de detecção de 0,015 ng mL-1 de TnT. Os imunossensores desenvolvidos foram sensíveis, permitindo medidas confiáveis da TnT para o diagnóstico do infarto agudo do miocárdio na clínica médica.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12163
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Biotecnologia Industrial

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE TATIANNY de Assis Freitas.pdf2,88 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons