Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12079
Título: Sedimentação biogênica da plataforma continental Interna e média de Pernambuco com base na distribuição de foraminíferos e fauna associada
Autor(es): OLIVEIRA, David Holanda de
Data do documento: 31-Jan-2012
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: O trabalho aqui presente tem como objetivo inferir através do estudo da composição e distribuição dos bioclastos e foraminíferos aspectos da dinâmica sedimentar da plataforma continental de Pernambuco. As amostras foram coletadas pelo Serviço Geológico do Brasil – CPRM através do Projeto GranMar (Granulados marinhos da Plataforma Continental Rasa do Brasil) e foram cedidas para esse estudo. As amostras foram de sedimentos superficiais, oriundas da plataforma continental interna e média de Pernambuco, com profundidades variando entre 10 a 30m na coluna d’água. Foram analisadas 62 amostras identificadas com código alfanumérico que vai do PL01 a PL62. De cada amostra foi utilizado 10g de sedimento para análise do conteúdo biótico. A análise das amostras procedeu ao protocolo padrão para tratamento do material de bioclastos e foraminíferos. No resultado da análise sedimentar foi possível observar uma grande quantidade de sedimentos biogênicos em relação aos sedimentos terrígenos tendo como principais grupos de organismos constituintes foraminíferos 37%, algas calcárias 30%, e moluscos 21% seguidos de briozoários 4%, artrópodes 3%, equinodermos 3%, poríferos 1% e corais 1%. Foram identificadas 103 espécies de foraminíferos tendo como espécies dominantes: Amphistegina lessoni, Quinqueloculina lamarckiana, Textularia agglutinans, Peneroplis carinatus e Archaias angulatus. A análise de agrupamento definiu na área norte três biofácies: biofácie Q (Quinqueloculina lamarckiana), biofácie AmQ (Amphistegina lessoni e Quinqueloculina lamarckiana) e biofácie Am (Amphistegina lessoni). Na área sul: biofácie P (Peneroplis carinatus), biofácie Q (Quinqueloculina lamarckiana), biofácie AmQ (Amphistegina lessoni e Quinqueloculina lamarckiana), biofácie PAr (Peneroplis e Archaias angulatus). A análise do padrão tafonômico nas amostras estudadas reflete em toda área um bom estado de preservação das carapaças de foraminíferos. A análise de distribuição e composição dos bioclastos, associados ao estudo das assembléias de foraminíferos mostrou-se eficaz na inferência das características do ambiente deposicional da plataforma continental de Pernambuco.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12079
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Geociências

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DAVID ORIGINAL.pdf8,92 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons