Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12067
Título: Formação profissional de trabalho social da Universidade Nacional de Comahue, Argentina: análise das tendências teórico-metodológicas do ensino profissional
Autor(es): MANSILLA, Silvia America
Palavras-chave: formação profissional; Trabalho Social; ensino superior; tendências teórico- metodológicas; Ensino profissional – avaliação; Trabalho – aspectos sociais; Capacitação em serviços/tendências
Data do documento: 4-Set-2014
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: Este trabalho analisa a formação profissional de Serviço Social/Trabalho Social (SS/TS) da Universidade Nacional de Comahue (UNCo), na Argentina, na sua relação ensino – pesquisa e extensão. O objetivo foi analisar as tendências teórico-metodológicas da formação no contexto histórico-social e político das transformações sociais da Argentina no período dos anos 2000 a 2010. Para isso caracterizamos as concepções político-pedagógicas identificamos as experiências de interlocução com o Trabalho Social crítico e sua expressão no currículo e examinamos tensões e contradições da formação universitária profissional e as respostas dos sujeitos da categoria profissional na construção de um projeto profissional crítico. Estudamos os traços históricos da Provincialização de Comahue e o Movimento da Reconceituação, as tensões e disputas sociopolíticas históricas em que se desenvolveu a formação profissional regional. A crise sociopolítica do inicio do século XXI, as orientações privatistas da educação e as contrarreformas estatais permitiram articular conteúdos e práticas de um sector docente crítico com as necessidades e lutas do movimento dos trabalhadores. Expressão disso foi a criação da Cátedra Paralela de Trabalho Social, no ano 2004, inspirada nos princípios da Reforma Universitária de 1918 e orientada pela teoria social marxista. O pressuposto foi que a despeito da força da tradição marxista que emerge no interior das práticas pedagógicas do ensino profissional, no início do século XXI, - permanecem as tendências teórico-metodológicas e político-pedagógicas que dão continuidade a uma formação (neo) conservadora vinculada ao pensamento pós-moderno. Abordamos o estudo a partir da perspectiva histórico-social e quantitativa - qualitativa apoiada nos conceitos de totalidade, da onilateralidade/unilateralidade da educação e a universidade como campo de disputas políticas de classe. A pesquisa histórica – documental evidenciou que a formação profissional de SS/TS de Comahue é expressão da tensa convivência entre diversas tendências teórico-metodológicas e políticas sendo também resultado de projetos contraditórios e antagônicos. A radicalização desses antagonismos se baseia na procura de uma „formação crítica‟, em aliança com os interesses, lutas e organizações políticas e sociais da classe trabalhadora.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12067
Aparece na(s) coleção(ções):Teses de Doutorado - Serviço Social

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE Sílvia America Mansilla.pdf2,16 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons