Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12003
Title: Serviço Social e envelhecimento: estudo dos fundamentos teórico-políticos sobre velhice na produção de conhecimento do Serviço Social no Brasil
Authors: ALVES, Suéllen Bezerra
Keywords: velhice;perspectivas teórico-políticas;produção de conhecimento do Serviço Social;Assistência à velhice;Serviço Social – estudo e ensino
Issue Date: 30-Jun-2014
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: ALVES, Suéllen Bezerra. Serviço social e envelhecimento: estudo dos fundamentos teórico-políticos sobre velhice na produção de conhecimento do Serviço Social no Brasil. Recife, 2014. 138 f. Dissertação (mestrado) - UFPE, Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Programa de Pós-graduação em Serviço Social, 2014..
Abstract: Esta dissertação tem como objetivo analisar o trato teórico dado ao fenômeno do envelhecimento humano pelo Serviço Social, ao desvendar as perspectivas teóricas e políticas da produção acadêmica sobre esta temática. Trata-se de um estudo explicativo de cunho teórico-bibliográfico, cujas fontes de pesquisa foram teses e dissertações dos programas de pós-graduação vinculados a departamentos de Serviço Social no Brasil, no último triênio (2010 – 2012). Após caracterizar os fundamentos da questão da velhice, nas diferentes concepções teórico-metodológicas (Geriatria, Gerontologia Social e Gerontologia Social Crítica), estudamos a aproximação do Serviço Social com esse debate, traçando um percurso que passa pelo significado sócio-histórico da profissão e as demandas dos trabalhadores velhos que chegam ao Serviço Social (ao menos de modo aparente, são demandas que aparecem como próprias da situação de velhice). Compreendendo que a produção de conhecimento reflete as contradições postas na realidade, apresentamos de que modo a temática da velhice tem comparecido no debate profissional, evidenciando o crescimento da participação do Serviço Social na problematização do que é considerado uma das preocupações sociais do momento. Na última parte do trabalho expomos o conteúdo discutido em parte dessas produções, a partir da definição de seis perspectivas que aparecem nas produções, a saber: Ciclo de Vida, Qualidade de Vida, Empoderamento, Modo de Vida, Questão Social e Totalidade Social. A incidência de tais perspectivas revelam algumas tendências para a produção de conhecimento do Serviço Social nesse campo, que dizem respeito à negação da abordagem estritamente clínico-biológica nos estudos sobre velhice, à tendência ao discurso da transdisciplinaridade, à responsabilização do sujeito velho através do discurso do auto-cuidado, tendência política à defesa e garantia de direitos dos velhos e por fim, tendência de análise da velhice no contexto da dinâmica histórico-social. Feitas essas considerações, concluímos que as articulações entre tais tendências podem significar avanços nas discussões sobre envelhecimento humano no Serviço Social, indicando a direção que pode sustentar teórica e politicamente um discurso crítico e comprometido com as verdadeiras demandas dos trabalhadores velhos.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12003
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO Suéllen Alves.pdf1.18 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons