Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11973
Título: Fatores que influenciam na migração do MPS.BR para o CMMI nas empresas de software brasileiras
Autor(es): GUEDES, Rhavy Maia
Palavras-chave: melhoria no processo de software;migração;modelos;MPS.BR;CMMI
Data do documento: 7-Jul-2014
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: GUEDES, Rhavy Maia. Fatores que influenciam na migração do MPS.BR para o CMMI nas empresas de software brasileiras. Recife, 2014. 109 f. Dissertação (mestrado) - UFPE, Centro de Informática, Programa de Pós-graduação em Ciência da Computação, 2014.
Resumo: As organizações que desenvolvem software no Brasil investem cada vez mais na melhoria dos seus processos, sendo o modelo MPS.BR uma opção economicamente viável. Contudo, apesar das características facilitadoras e de ações promovidas pela Softex para difundir o modelo, muitas empresas nacionais migram sua avaliação do MPS.BR para o CMMI. Neste contexto, esta pesquisa busca identificar os fatores que influenciam a migração do modelo MPS.BR para o CMMI. Os métodos de coleta de dados utilizados para entender o fenômeno da migração foram: o cruzamento da lista de avaliações das empresas do MPS.BR e CMMI, revisão não sistemática da literatura, pesquisa de campo aplicada junto ao grupo de implementadores e avaliadores do MPS.BR e outra realizada nas empresas que realizaram o processo de migração entre os modelos citados. Os dados quantitativos extraídos foram tratados por métodos estatísticos descritivos e testes não-paramétricos e os qualitativos foram analisados por meio da codificação de categorias prevista pela Teoria Fundamentada em Dados. Foram encontradas evidências de migração dos níveis iniciais do MPS.BR para o CMMI, sendo os fatores que envolvem mercado externo, reconhecimento internacional do modelo e marketing, apontados como os principais motivadores desse processo. Porém, fatores relacionados a aspectos técnicos da empresa e da implantação do modelo não foram apontados como motivadores da migração. O fomento na implantação do MPS.BR apenas em níveis iniciais de maturidade e a otimização da monitoria e controle dos processos podem ter contribuído para a migração para o CMMI. Portanto, concluiu-se que o modelo MPS.BR é capaz de atender e se adequar às necessidades das empresas de software do mercado nacional, mas a maioria das organizações pretende expandir internacionalmente e por isso migram para o CMMI.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11973
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Ciência da Computação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO Rhavy Maia Guedes .pdfDissertação de mestrado1,26 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons