Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11967
Title: Oncholaimoidea (nematoda, enoplida) da Bacia Potiguar – Brasil
Authors: Neres, Patrícia Fernandes
Keywords: Novos táxons;Macrofauna;Enchelidiidae;Oncholaimidae;Filogenia;Taxonomia
Issue Date: Feb-2013
Abstract: O presente estudo teve como objetivo identificar espécies das Famílias Oncholaimidae e Enchelidiidae, que juntas formam a Superfamília Oncholaimoidea, descrevendo seus novos táxons e redescrevendo aqueles já conhecidos para a Ciência. Tem, ainda, como finalidade analisar as relações filogenéticas dentro de Enchelidiidae, baseada em caracteres morfológicos. As amostras foram coletadas na Bacia Potiguar, Rio Grande do Norte e Ceará – Brasil, utilizando principalmente o pegador de fundo do tipo Van Veen. O sedimento foi sub-amostrado com um cilindro (área de 78,8 cm2) em três réplicas, representadas por três lançamentos. Os indivíduos foram montados em lâminas permanentes e identificados em espécies e os caracteres dos gêneros/espécies de Enchelidiidae foram avaliados e inseridos em uma matriz de dados para análise filogenética. Considerando todas as campanhas trabalhadas, registrou-se um total de 13421 nematódeos pertencente à macrofauna bentônica. A ordem Enoplida representou cerca de 45,2% do total dos indivíduos e desta, a superfamília Oncholaimoidea correspondeu a 39,2% dos indivíduos. Apesar de Oncholaimidae ser mais abundante que Enchelidiidae, esta última família apresentou um maior número de gêneros (7), enquanto os oncholaimídeos foram representados por 6. Contudo, em termos de espécies, em Oncholaimidae foram identificadas 15 e em Enchelidiidae 11. Das 26 espécies de Oncholaimoidea identificadas, duas delas pertencem a 2 gêneros novos de Enchelidiidae e 13 são espécies novas. Na análise filogenética observou-se a formação de três grupos que tem Thoonchus como grupo irmão. Estes grupos foram identificados como subfamílias, sendo assim sugeridas sinapomorfias para cada um delas, embora não se tenha indicado o caráter sinapomórfico para a família. A importância de estudar compartimentos biológicos ainda desconhecidos, como os nematódeos da macrofauna, com foco na identificação de espécies, revela-se como um ótimo instrumento para aumentar o conhecimento da biodiversidade marinha. Este fato pode ser confirmado neste estudo, com a identificação de 15 novas espécies para a Ciência, considerando apenas 2 das 36 famílias ocorrentes na bacia potiguar.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11967
Appears in Collections:Teses de Doutorado - Biologia Animal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese PATRÍCIA FERNANDES NERES.pdf5.84 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons