Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11919
Título: Ser dono de si: o sentido religioso de luta pela terra e devoção na comunidade boi branco, em Iatí-PE
Autor(es): Ferreira, José Roberto de Melo
Palavras-chave: Autonomia; Dignidade; Catolicismo; Cosmologia
Data do documento: 31-Jul-2013
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: Esta dissertação tem como objeto de estudo a formação da comunidade Boi Branco, no município de Iati-PE. Trata-se de um assentamento agrário do INCRA, desta forma este trabalho está relacionado ao tema do campasinato. O principal objetivo dessa pesquisa foi tentar compreender quais foram os motivos e sentidos simbólicos que possibilitaram a existência desta comunidade. Os nativos deixam claro que não realizaram o assentamento apenas por interesses econômicos materiais, mas suas lutas e reivindicações estão ligadas a valores religiosos. A forma como compreendem a noção de vida e pessoa está fundamentada na cosmologia católica, porque acreditam que os homens devem ser autônomos e terem dignidade, uma vez que Deus os fez para viverem plenamente. Assim compreendem que Deus não criou os homens para serem cativos e submissos aos patrões. Então, entendem que para poder viver com dignidade e autonomia deveriam possuir a terra, onde podem trabalhar e comer de seu próprio suor, só assim cada homem se torna dono de si, que é o maior desejo de cada morador da comunidade Boi Branco.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11919
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Antropologia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação José Roberto de Melo Ferreira.pdf4,16 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons