Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11797
Título: Dieta Hipercalórica e Hiperlipídica em diferentes Fases da Vida:Efeitos Sobre a Depressão Alastrante Cortical em Ratos Adultos
Autor(es): GERMANO, Paula Catirina Pereira da Silva
Palavras-chave: Sistema nervoso central; Depressão alastrante cortical; Dieta hipercalórica e hiperlipídica
Data do documento: 7-Mar-2012
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: GERMANO, Paula Catirina Pereira da Silva. Dieta hipercalórica e hiperlipídica em diferentes fases da vida: efeitos sobre a depressão alastrante cortical em ratos. Recife, 2012. 50 f. : Dissertação (mestrado) - UFPE, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-graduação em Nutrição, 2012.
Resumo: Condições nutricionais no início da vida constituem um fator ambiental que pode influenciar um fenômeno eletrofisiológico do cérebro chamado depressão alastrante cortical (DAC). Objetivo - Avaliar os efeitos da ingestão de dieta hipercalórica e hiperlipídica durante a lactação, na vida adulta e, desde a lactação até a idade adulta, sobre as características da DAC nos ratos adultos. Métodos - Os animais foram divididos de acordo com seu tratamento dietético específico: 1) grupo Controle (C), formado por ratos que receberam a dieta padrão do biotério durante toda a vida; 2) grupo Lactação (L), constituído por animais cujas mães foram alimentadas com dieta hipercalórica e hiperlipídica durante o aleitamento; 3) grupo Adulto (Ad), os animais ingeriram a dieta hipercalórica e hiperlipídica durante três semanas na vida adulta; e, 4) grupo dieta contínua (Continued Diet; CD), a dieta hipercalórica e hiperlipídica foi oferecida ao animal durante toda a vida, desde o período da lactação até a idade adulta. Quando os animais atingiram 90-93 dias de idade (adulto) a DAC foi registrada em dois pontos corticais e a velocidade de propagação da DAC foi calculada. Resultados - O grupo CD apresentou peso corporal menor (P <0,05) quando comparado com o grupo controle. Durante o período de ingestão da dieta hipercalórica e hiperlipídica, foi observado um consumo menor (P <0,05) nos filhotes dos grupos Ad e CD quando comparado ao grupo controle. O grupo L também apresentou uma menor ingestão da dieta Labina após o desmame. As velocidades de propagação DAC estavam reduzidas (P <0,05) nos grupos L e CD em relação ao grupo C. As velocidades (média±DP) em mm/min foram: 3,52±0,18, 2,77±0,07, 3,36±0,11 e 3,05±0,17 para os grupos C, L, Ad e CD, respectivamente. Conclusão - A dieta hipercalórica e hiperlipídica afetou de forma mais intensa o peso corporal do grupo CD, possivelmente como resultado da menor ingestão alimentar desse grupo. Contudo, o maior impacto sobre a eletrofisiologia do sistema nervoso ocorreu no grupo que a ingeriu durante a lactação (grupo L). Esses resultados confirmam evidências anteriores em favor de um efeito permanente ou, pelo menos, duradouro que está associado ao estado nutricional prevalecente durante o período de desenvolvimento rápido do cérebro.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11797
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Nutrição

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
dissertacao_paula_germano_final consertada.pdf1,07 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons