Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11787
Título: Estrutura espaço-temporal da comunidade da nematofauna ao longo do estuário do rio carrapicho, litoral norte de Pernambuco – Brasil
Autor(es): ALVES, Tatiana Nunes Cavalcanti
Palavras-chave: Nematoda; Meiofauna; Pernambuco; Estuário
Data do documento: 31-Jan-2009
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: Os Nematoda são os organismos mais abundantes da meiofauna, principalmente em estuários, apresentando uma organização variada e complexa. Esse grupo constitui o mais importante a níveis de densidade, diversidade e consumidor secundário. O trabalho teve como objetivos determinar a dominância de Nematoda em relação a dos demais grupos da meiofauna; os parâmetros da estrutura da comunidade de Nematoda: diversidade, densidade e abundância; correlacionar a distribuição espaço-temporal dos gêneros de Nematoda com os parâmetros bióticos/abióticos e dos gêneros mais abundantes identificar ao nível específico. As coletas foram realizadas no estuário do rio Carrapicho-PE em 4 estações, do infralitoral, em janeiro, fevereiro, junho e agosto/2004. Para a coleta da meiofauna utilizou-se seringa plástica de 2,0 cm de diâmetro interno e 5,0 cm de altura. Através da garrafa oceanográfica de Niskin foram coletadas amostras de água na superfície para análise da biomassa primária, temperatura, salinidade, oxigênio, pH. Amostras superficiais de sedimento foram coletadas para a análise granulométrica. Para a análise dos dados foi calculada a freqüência de ocorrência e abundância relativa dos grupos de meiofauna e gêneros de Nematoda; classificação trófica;índices de diversidade Shannon-Weaner, equitabilidade de Pielou e o de riqueza de Margalef; análise de ordenação não-métrica multidimensional (MDS); o ANOSIM bi-fatorial para as significâncias das similaridades relacionadas aos grupos de amostras dos fatores espacial e temporal; análise SIMPER para determinar quais os gêneros que mais contribuíram para as dissimilaridades entre as amostras e ánalise BIOENV para a relação entre as variáveis ambientais e a distribuição espaço-temporal de Nematoda. Os Nematoda dominaram a meiofauna em todos os meses, com até 99,6% dos organismos e classificados como grupo constante. A abundância dos Nematoda variou entre 97,5% em agosto a 99% em janeiro. Um total de 51 gêneros e 17 famílias foram listadas. Terschellingia e Spirinia ocorreram em maior abundância, sendo identificadas as espécies T. longicaudata, T. mora e S. parasitifera. Houve uma dominância dos grupos tróficos de hábito raspador, no período seco, e uma alternância, no chuvoso, entre raspadores e detritívoros não-seletivos. Tanto o período seco quanto o chuvoso apresentam oscilações quanto a diversidade. A maior riqueza de indivíduos ocorre em agosto. A equitabilidade entre as estações dos meses secos foram mais diversos, e no chuvoso houve uma maior uniformidade da distribuição dos indivíduos. O MDS apresentou uma maior similaridade entre amostras de janeiro, fevereiro e agosto. Na variação espacial o MDS indicou que as amostras da estação II estão próximas entre si, formando um grupo maior. A maioria das amostras da estação I, algumas da IV e da III estão se agrupando com as da estação II. O ANOSIM indicou haver diferenças espaço-temporal entre as amostras. Segundo o SIMPER Terschellingia e Spirinia foram os maiores responsáveis pelas dissimilaridades entre os meses e estações. O Bio-Env indicou a temperatura, oxigênio dissolvido, pluviometria, percentual de silte/argila como os fatores ambientais responsáveis que melhor explicaram a associação dos Nematoda na distribuição espacial e temporal com os fatores biológicos. Conclui-se que os Nematoda apresentaram uma variabilidade espaçotemporal aos níveis de densidade, diversidade e riqueza; os comedores de depósito não seletivos e os raspadores dominaram a comunidade e a comunidade de Nematoda do estuário do rio Carrapicho é semelhante a de outras comunidades de estuários brasileiros e mundiais.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11787
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Biologia Animal

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Tatiana Alves.pdf1,71 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons