Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11756
Título: Avaliação do modelo adesivo da armadilha de oviposição BR-OVT para a coleta de culicídeos adultos
Autor(es): XAVIER, Morgana do Nascimento
Palavras-chave: Culicídeos vetores; Armadilha adesiva; BR-OVT
Data do documento: 31-Jan-2013
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: O desenvolvimento de ferramentas para controle e monitoramento de culicídeos é relevante para vigilância entomológica, visto que seu emprego é importante em ações para interromper a transmissão de doenças e diminuir os incômodos. Com esse objetivo, o presente estudo se propôs a adaptar a armadilha de oviposição BR-OVT, para capturar mosquitos adultos. As modificações consistiram no aumento do recipiente interno e na adição de uma borda adesiva de polietileno na cor preta. Testes para avaliar o desempenho da armadilha BR-OVT (Ad) foram realizados nos bairros de Passarinho e Caixa d‘Água em Olinda-PE, no período de agosto/2011 a junho/2012. Foram instaladas quinze BR-OVT (Ad) em ambos os bairros; no mesmo período, em Passarinho, instalou-se no intradomicílio de 15 residências, a BR-OVT (Ad) e a BR-OVT, distantes de 1,5 m entre si, para comparar a eficiência destas armadilhas, quanto à coleta de ovos de C. quinquefasciatus; e testes para observar a capacidade da BR-OVT (Ad) em capturar Aedes aegypti no intradomicílio, com uma ovitrampa no peridomicilio da mesma residência, também foram realizados, em 15 residências de Caixa d‘água. Após 11 meses de observação, a BR-OVT (Ad) capturou cerca de 1.800 mosquitos, dos quais 79,5% foram identificados como C. quinquefasciatus e o restante, Aedes spp. Culicídeos de ambos os gêneros foram capturados nos dois bairros, entretanto, o número de Culex coletado em Passarinho foi significativamente menor. Quando comparada à BR-OVT, a BR-OVT (Ad) foi capaz de coletar 88 jangadas, enquanto a primeira retirou 232 jangadas do ambiente, entretanto, esta diferença não foi significativa. A BR-OVT (Ad) também se mostrou capaz em detectar Aedes spp. no intradomicílio, e quando pareada com uma ovitrampa, capturou mais de 100 mosquitos deste gênero. Dessa forma, a BR-OVT (Ad) foi capaz de coletar culicídeos adultos, mostrando sua sensibilidade à presença das espécies Culex e Aedes no intradomicílio.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11756
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Biologia Animal

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Morgana Xavier.pdf1,3 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons