Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11580
Título: Letreiros Populares do Recife: Uma análise dos seus aspectos semânticos e morfológicos
Autor(es): Sampaio, Mariana Hennes
Palavras-chave: Letreiro popular; Estética vernacular; Cultura material
Data do documento: 14-Ago-2012
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: SAMPAIO, Mariana Hennes. Letreiros populares do Recife: uma análise dos seus aspectos semânticos e morfológicos. Recife, 2012. 168 f. Dissertação (mestrado) - UFPE, Centro de Artes e Comunicação, Programa de Pós-graduação em Design, 2012.
Resumo: Os letreiros populares são artefatos culturais capazes de nos situar no tempo e no espaço e de produzir diferentes sentidos, de acordo com os contextos históricos e socioculturais nos quais estão inseridos. No cenário urbano da cidade do Recife, no qual pode-se observar uma variada gama de signos, cores, formas, imagens e letras do alfabeto, esses artefatos representam uma importante parcela da cultura material local, já que resistem ao tempo e às renovações culturais e tecnológicas. Nesse sentido, o objetivo desse estudo foi mapear, catalogar, descrever e interpretar os aspectos semânticos e morfológicos dos elementos verbais e pictóricos que compõem as manifestações gráficas vernaculares encontradas no espaço urbano da Região Metropolitana do Recife. Para esse fim, desenvolveuse uma metodologia de análise de classificação morfológico-semântica através do desenvolvimento de um sistema online de catalogação. Os resultados encontrados permitiram delinear um panorama identitário dessas manifestações vernaculares, com a catalogação de 115 letreiros, oriundos de onze bairros da cidade do Recife os quais, ao serem desmembrados, totalizaram 200 imagens de elementos verbais e 72 imagens de elementos pictóricos. Conclui-se que os letreiros confeccionados sem o auxílio de formas ou moldes ainda são predominantes no universo de manifestações vernaculares e que os elementos gráficos presentes nesses artefatos possuem características morfológicas e semânticas que permitem o delineamento de padrões gráficos. Além disso, que a existência de peculiaridades semânticas, plásticas e visuais pode estabelecer um interessante diálogo com outros tipos de manifestações e artefatos locais, encontrados no artesanato, no carnaval, no folclore e na arquitetura colonial. Ao abrimos um amplo leque de possibilidades de análise, concluímos também que muitas características inexploradas que fazem parte desse universo de manifestação popular poderão ser aplicadas no processo de formação infantil a partir da criação de artefatos que incentivem o aprendizado por meio de estímulos às experiências sensoriais da criança. Sendo assim, apresentamos, ao final da pesquisa, uma proposta de aplicação de nossos resultados em um artefato lúdico, numa versão adaptada do clássico jogo Cara a Cara.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11580
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Design

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_MarianaHennes.pdf7,37 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons