Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11571
Título: Risco de crédito e práticas de governança corporativa: um estudo nas instituições fornecedoras de crédito de Pernambuco
Autor(es): MOURA, Fagunes Ferreira de
Palavras-chave: Risco de crédito; Governança corporativa; Bancos; Análise Fatorial
Data do documento: 13-Jun-2014
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: MOURA, Fagunes Ferreira de. Risco de crédito e práticas de governança corporativa: um estudo nas instituições fornecedoras de crédito em Pernambuco. Recife, 2014. 105 f. Dissertação (mestrado) - UFPE, Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Programa de Pós-graduação em Administração, 2014.
Resumo: No segmento bancário, as principais motivações das empresas pleiteantes de crédito em adotar práticas de governança corporativa consistem em garantir maior transparência e relacionamento com os bancos e facilitar o acesso delas ao crédito. Nesse contexto, o objetivo principal desta pesquisa é investigar se as boas práticas de governança corporativa das empresas demandantes de crédito contribuem para a redução do risco de crédito, na percepção dos gestores das instituições credoras localizadas na cidade do Recife (PE). Trata-se de um estudo exploratório que foi realizado em 38 agências bancárias, entre públicas e privadas, cujos participantes foram os gerentes de conta de pessoa jurídica. O instrumento de coleta de dados foi um questionário estruturado com respostas considerando a escala do tipo Likert de 5 pontos. Os resultados referentes ao risco de crédito mostraram que os gestores atribuíram maior relevância à observância dos C’s do crédito, haja vista que eles entendem que o nãocumprimento das promessas de pagamento, por parte das empresas, está diretamente relacionado aos mesmos, especialmente ao caráter, a capacidade e ao capital. Por sua vez, os resultados relacionados às práticas de governança corporativa das empresas evidenciaram que os gestores consideraram como sendo pertinente a transparência nas suas demonstrações financeiras. Identificou-se que boa parte dos bancos não possuem linhas especiais de crédito para contemplar empresas que adotam boas práticas de governança corporativa. Além do mais, os resultados constataram que os gestores acreditam que as boas práticas de governança das empresas podem contribuir para dirimir o risco de crédito.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11571
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Administração

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO Fagunes Firmino.pdf1,16 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons