Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11432
Título: Perfil de expressão gênica de mediadores da resposta imune celular em pacientes com leishmaniose tegumentar ativa
Autor(es): ALMEIDA, Thays Miranda de
Palavras-chave: Resposta imune celular; Leishmaniose tegumentar americana; qPCR
Data do documento: 31-Jan-2013
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: As leishmanioses são doenças infecto-parasitárias e, no Brasil, a Leishmania (V.) braziliensis é a espécie de maior incidência para Leishmaniose Tegumentar Americana (LTA). Em todas as suas formas clínicas, a resposta imune é dependente de células T, por isso, torna-se importante compreender os mecanismos imunológicos responsáveis pela formação, progressão e cura da doença. O presente estudo teve como objetivo identificar, através da técnica PCR quantitativa em tempo real (qPCR), o perfil de expressão de mRNA para IFN-γ, TNF-α, TGF-β, IL-10 e IL-4 e da enzima iNOS em células mononucleares do sangue periférico (PBMC) de pacientes com LTA após estimulação com os antígenos solúvel e insolúvel de L.(V.) braziliensis. Associou-se o perfil de expressão desses mediadores ao tamanho, tempo e número de lesões, além da resposta a intradermorreação de Montenegro (IDRM). Células de 27 pacientes e 6 controles foram incubadas por 24 horas na presença do mitógeno fitohemaglutinina (PHA) ou dos antígenos solúvel (AgSol) e insolúvel (AgIns) de L. (V.) braziliensis. A expressão de mRNA para as citocinas e para a iNOS foi avaliada por qPCR e as análises dos resultados foram feitas através do método Ct comparativo e pelos testes não-paramétricos Wilcoxon e Mann-Whitney. Em relação ao AgSol, foi verificada diferença significava da expressão de IFN-γ e TNF-α em pacientes quando comparados aos controles. Quanto ao AgIns, houve expressão significativa das citocinas IFN-γ, TNF-α e IL-4 em pacientes quando comparados aos controles. As citocinas IL-10 e TGF- β foram expressas frente a todos os estímulos utilizados, não apresentando diferença significativa entre e intra-grupos. Não houve expressão de iNOS com nenhum dos estímulos utilizados. Comparando os antígenos de L.(V.) braziliensis utilizados, foi observado maior expressão de IFN-γ e TNF-α frente ao antígeno insolúvel do parasita. A partir desses dados, podemos sugerir que ambas frações antigênicas do parasita são capazes de induzir uma resposta imune específica em pacientes com LTA ativa. Além disso, os dados obtidos nesse estudo sugerem a existência de um perfil de resposta imune Th1 para o antígeno solúvel e um perfil de resposta imune Th1 e Th2 considerando o antígeno insolúvel do parasita. A expressão gênica significativa para as citocinas TNF-α e IFN-γ, sugere que os pacientes tenham montado uma eficiente resposta imune contra o parasita e a presença da citocina IL-10 que eles estariam promovendo um mecanismo imunorregulatório sobre a forte resposta imune inflamatória exercida pelas citocinas Th1. Dentre os antígenos utilizados, pode-se sugerir que, devido a sua composição, o antígeno insolúvel seja mais imunogênico que o antígeno solúvel e que, por isso, essa molécula antigênica seja uma possível candidata a vacina e alvos para a imunoterapia. A ausência de expressão da iNOS pode ter sido devido a presença de TGF-β, que estaria regulando negativamente a produção de NO e consequentemente de iNOS. Além disso, pode estar havendo um mecanismo auto-regulatório para evitar produção em excesso de NO. A existência do perfil Th1 e Th2 pode ser explicado pelo estágio de desenvolvimento da doença. Assim, pelo fato de a LTA apresentar uma resposta Th1 multifacetada torna-se necessário estudos complementares para verificar o papel de outros tipos celulares e citocinas na progressão e cura da doença.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11432
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Inovação Terapêutica

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DissertacaoThays Almeida.pdf1,45 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons