Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1138
Title: Características inibidoras e facilitadoras do processo de implementação de mentoria formal na visão dos gestores da EMPREL e da CELPE
Authors: Cavalcanti de Moraes, Ionete
Keywords: Mentoria; Programa; Formal
Issue Date: 2004
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Cavalcanti de Moraes, Ionete; Maria Rodrigues Calado Dias, Sônia. Características inibidoras e facilitadoras do processo de implementação de mentoria formal na visão dos gestores da EMPREL e da CELPE. 2004. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Administração, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2004.
Abstract: Os estudos sobre mentoria vêm evoluindo ao longo das últimas décadas com investigações que levaram a descobertas importantes na área de comportamento organizacional, referentes ao comportamento dos mentores, mentorados e da organização. Esse estudo procurou investigar as características que se encontram envolvidas dentro de um contexto organizacional, facilitando ou inibindo a implantação de um programa de mentoria formal, dentro da visão dos dirigentes da EMPREL ( Empresa Municipal de Informática) e da CELPE (Companhia Energética de Pernambuco), na cidade do Recife. Foi um estudo realizado em duas fases: uma qualitativa e outra quantitativa. A etapa qualitativa caracterizou-se basicamente pela pesquisa literária e documental. Na etapa quantitativa desenvolveu-se uma pesquisa através de aplicação de questionário, com uma amostra não probabilística de 75 questionários. Utilizou-se a análise fatorial dos resultados obtidos o que possibilitou identificar as dimensões das variáveis que podem facilitar ou inibir a implantação do programa, e o teste de amostras emparelhadas para comparar esses resultados com a situação das empresas na visão dos respondentes. Os resultados demonstraram que empresas com certas características organizacionais, de um grupo de trabalho, de um mentor e de indivíduos que vão ser mentorados podem facilitar a implantação de um programa de mentoria formal, ao passo que as empresas que não apresentam estas características podem inibir esse processo. Também se constatou que provavelmente seria mais fácil implantar um programa de mentoria formal na CELPE do que na EMPREL
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1138
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo1600_1.pdf1.86 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.