Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11279
Título: Sobre o parâmetro do sujeito nulo: interferência do português brasileiro no espanhol falado por nativos residentes no Brasil?
Autor(es): SANTOS, Onilma Freire dos
Palavras-chave: Parâmetro do Sujeito Nulo;Português Brasileiro;Espanhol europeu;Interferência
Data do documento: 31-Jan-2013
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: SANTOS, Onilma Freire dos. Sobre o parâmetro do sujeito nulo: interferência do português brasileiro no espanhol falado por nativos residentes no Brasil. Recife, 2013. 144 f. Dissertação (mestrado) - UFPE, Centro de Artes e Comunicação, Programa de Pós-graduação em Letras, 2013.
Resumo: Situada na linha teórica da Sintaxe Comparativa, calcada na Teoria de Princípios e Parâmetros e apoiada na noção de Atrito linguístico, esta pesquisa visa comparar a língua espanhola da Europa falada por nativos residentes no Brasil há mais de 10 anos com o português brasileiro. O Parâmetro investigado neste trabalho é o Parâmetro do Sujeito Nulo, o qual distingue línguas que licenciam sujeitos nulos e línguas que não licenciam esses sujeitos. A hipótese norteadora é que o português brasileiro, considerado uma língua semipro- drop por estar em processo de mudança, exerce influência no espanhol falado pelos nativos, devido ao atrito linguístico constante. Desse modo, foram objetivos deste trabalho: a) observar se falantes nativos do espanhol residentes no Brasil têm preenchido a posição do sujeito por pronomes plenos em contextos que seriam obrigatórios de sujeitos nulos em sua língua materna, devido ao constante contato com o PB; b) analisar os contextos frásicos de produção de sujeitos nulos e plenos na fala dos nativos de língua espanhola, tomando por base as seguintes variáveis selecionadas a partir de estudos sobre o PB: 1) Posição do sujeito; 2) Tipo de oração; 3) Duplicação de sujeito; 4) Morfologia de flexão verbal; c) Relacionar os resultados encontrados ao tempo de permanência dos nativos espanhóis no país, bem como à faixa etária dos informantes, tomando por base a hipótese de que os espanhóis mais velhos tendem a ser mais conservadores e resistentes às interferências de um idioma no outro; e d) Discutir, a partir dos dados analisados, o atrito linguístico levando em conta as diferentes etapas sugeridas por Sharwood Smith (1983). Para tanto, foram entrevistados 10 nativos, oriundos de diferentes localidades da Espanha e residentes no Brasil há mais de 10 anos. Os dados que compõem o corpus foram transcritos, codificados e avaliados com base nas propriedades do Parâmetro do Sujeito Nulo. Observamos que algumas propriedades sofreram influência do português brasileiro, entre elas: o tipo de oração e a duplicação de sujeitos. Além disso, por ser o espanhol em análise uma língua de morfologia de flexão rica, chegamos à conclusão de que a Morfologia de flexão verbal não é responsável pela marcação positiva ou negativa do PSN.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11279
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Linguística

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Onilma Freire.pdf1,39 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons