Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11262
Título: “Pass-through cambial dos principais produtos importados da Região Nordeste no período de 2000 a 2012”
Autor(es): ARAÚJO, Hérica Gabriela Rodrigues de
Palavras-chave: Commodities; Nordeste; Pass-through; Preços internos
Data do documento: 26-Fev-2014
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: A partir da década de 70 começou a se questionar a validade da lei do preço único (LPU) em que baseia a Paridade do Poder de Compra (PPC), porque, segundo a qual, em condições de livre mobilidade de fatores os preços de um mesmo bem devem ser iguais em países diferentes. Mas as evidências empíricas demonstram que as variações cambiais não são totalmente repassadas aos preços domésticos, esse fenômeno é denominado de pass-through. Essa pesquisa representa uma adaptação da discussão apresentada no modelo desenvolvido por Woo (1984), implementado com Ohno (1989) e Feinberg (1991) e utilizado por Campa e Goldberg (2002), Pollard e Coughlin (2005) e Maciel (2006) como processo de mensuração do grau de pass-through nos preços domésticos para os principais produtos importados da Região Nordeste, no período de 2000 a 2012. Especificadamente, pretende-se: verificar se o grau de repasse cambial para os preços dos principais produtos importados será nulo, completo, ou incompleto; e, examinar o comportamento dos preços internos frente a choques cambiais. Para alcançar o objetivo proposto foi utilizado o Modelo de Correção de Erro Vetorial (VECM). Dentre os resultados obtidos, destaca-se que as commodities mais importadas pela região Nordeste foram Trigo, Amêndoa de cacau, Malte não torrado e Arroz semibranqueado, representando, respectivamente 62%, 20%, 14%, 2% e 1% na balança comercial. O coeficiente do pass-through para os preços de importação do trigo e cacau assumem valores no intervalo, , indicando que os efeitos dos choques cambiais não são repassados integralmente para preços de importação desses produtos. Em relação à depreciação real da taxa de câmbio, percebe-se que essa afetou positivamente os preços de importação de todas as commodities analisadas de forma persistente.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11262
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Economia / CAA

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO Hérica Gabriela de Araújo.pdf1,03 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons