Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11211
Título: Migração e prêmio salarial: evidências para os trabalhadores do agreste pernambucano
Palavras-chave: Migração; Prêmio salarial; Efeito de nível; Efeito de crescimento; Características não-observáveis
Data do documento: 20-Mar-2013
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: SILVA, Adelson Santos da. Migração e prêmio salarial: evidências para os trabalhadores do Agreste pernambucano. Caruaru, 2013. 76 f. Dissertação (mestrado) - UFPE, Centro Acadêmico do Agreste, Programa de Pós-graduação em Economia, 2013.
Resumo: Evidências empíricas para o Brasil e demais países indicam que há uma correlação entre a dimensão das cidades e ganhos salariais, ou seja, trabalhadores de grandes cidades recebem um prêmio salarial em comparação àqueles que estão em cidades menores (Glaeser e Maré, 2001; Halfdanarson et. al., 2008; Savedoff, 1990; Freguglia, 2007; Rocha et al., 2011). Uma forma de investigar esta relação é através da comparação entre os salários dos emigrantes de uma pequena cidade com os salários dos não migrantes. Nesta perspectiva, o estudo objetiva analisar a relação entre a migração e o prêmio salarial, considerando os trabalhadores que no ano de 1995 trabalhavam no agreste pernambucano, mas entre os anos de 1996 e 2008, se tornaram migrantes ou não. O agreste pernambucano constitui, hoje, a segunda mesoregião em importancia econômica do estado, onde se localiza um polo têxtil e os movimentos locacionais dos seus trabalhadores se dão principalmente em direção a Região Metropolitana do Recife (49%). Além do que já fora mencionado, o estudo ainda procura identificar se tal prêmio salarial está relacionado a um efeito de nível, a um efeito de crescimento ou a ambos. A análise se baseia na estimação de equações mincerianas de salários, através de um modelo de dados de painel, com base nos dados da RAISMIGRA-MTE, a qual permite o acompanhamento longitudinal do trabalhador. Os resultados apontam para ganhos salariais em favor migrante, embora estes sejam reduzidos quando se controla pelas características observáveis e não observáveis dos trabalhadores. Além disso, têm-se indicações de que tais ganhos estão associados tanto a um efeito de nível, quanto ao tempo de permanência na região de destino (efeito de crescimento).
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11211
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Economia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_Adelson Santos da Silva.pdf1,13 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons