Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1112
Title: Xangô rezado baixo. Xambá tocando alto : a reprodução da tradição religiosa através da música
Authors: GUERRA, Lúcia Helena Barbosa
Keywords: Festa;Música;Bongar;Xangô;Xambá
Issue Date: 31-Jan-2010
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Helena Barbosa Guerra, Lúcia; Bivar Carneiro Campos, Roberta. Xangô rezado baixo. Xambá tocando alto : a reprodução da tradição religiosa através da música. 2010. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Antropologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Abstract: A construção dessa dissertação é fruto de pesquisa realizada ao longo dos últimos quatro anos no Terreiro Santa Bárbara da Nação Xambá, localizado na cidade de Olinda/PE. Busquei entender como os jovens, representados aqui pelo grupo musical Bongar, se utilizam da música para evidenciar a importância religiosa da sua Nação, tida por muitos pesquisadores como extinta. Para compreender as transformações ocorridas no terreiro ao longo da última década; dentre elas a conquista do título de Quilombo Urbano; procurei resgatar a história da Nação Xambá, desde a sua chegada em Pernambuco na década de 20 até os dias de hoje. Investiguei no contexto desta comunidade a relação entre religião e festa, que por sua vez conecta dois universos dialéticos: o sagrado e o profano. Para pensar estes laços, elegi festejos que fazem parte do calendário do terreiro, objetivando identificar elementos do sagrado interagindo com elementos do profano, além de observar as funções sociais das festas dentro do âmbito da Nação Xambá
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1112
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Antropologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo884_1.pdf16.71 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.