Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11011
Title: Efeitos da obesidade sobre parâmetros imunológicos e hematológicos de ratas submetidas à endotoxemia
Authors: SAMPAIO, Bruno
Keywords: Obesidade;Imunidade;Macrófagos alveolares;Endotoxemia
Issue Date: 19-Jul-2012
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: SAMPAIO, Bruno. Efeitos da obesidade sobre parâmetros imunológicos e hematológicos de ratas submetidas à endotoxemia. Recife, 2012. 67 f. : Dissertação (mestrado) - UFPE, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-graduação em Medicina Tropical, 2012.
Abstract: Atualmente, a obesidade é considerada um importante problema de saúde pública mundial. Notavelmente, o aumento da prevalência desta síndrome está sendo associado ao surgimento de inúmeras doenças secundárias (co-morbidades) que prejudicam a qualidade de vida e agravam o prognóstico de indivíduos e pacientes, tornando-os mais predisponentes à doenças inflamatórias e infecções. Trata-se de uma condição metabólica complexa, que influencia diversos sistemas fisiológicos, inclusive o sistema imune. O tecido adiposo, que antes era conhecido por funções de armazenamento de energia, vem sendo descrito ultimamente como importante órgão endócrino, capaz de secretar uma gama de moléculas pró e anti-inflamatórias (inclusive citocinas), as quais exercem atividade direta sobre os componentes do sistema imune. Com base nesse contexto, a presente pesquisa se propôs a avaliar o efeito e as consequências da obesidade sobre parâmetros do sangue e do sistema imune, como a funcionalidade de macrófagos alveolares, em ratas adultas submetidas à endotoxemia. Neste estudo, ratas Wistar (n=32) foram divididas em dois grupos, segundo regime dietético empregado: Grupo Dieta Padrão (DP), formado por animais que receberam dieta padrão do biotério, Labina (Purina do Brasil S/A), durante 18 semanas e Grupo Dieta Hiperlipídica (DH), composto por animais que receberam dieta palatável hiperlipídica por um período de 18 semanas (148 dias). No 147° dia, os grupos iniciais foram subdividos em endotoxêmicos (DPE e DHE) e não endotoxêmicos (DH e DP). A obtenção dos grupos endotoxêmicos foi feita com aplicação intraperitoneal de lipopolissacarídeo bacteriano (LPS) na dose 1mg/Kg de peso corporal. Após 24h, foram realizadas a obtenção de sangue periférico para contagem de leucócitos e hemácias, a retirada do lavado broncoalveolar (LBA) e a retirada da gordura abdominal para posterior pesagem. Alíquotas do LBA foram extraídas para a análise da contagem total e diferencial de leucócitos. Após, o LBA foi centrifugado para obtenção dos macrófagos alveolares (MA). Foi efetuado o estudo da atividade microbicida dos MA, através da taxa de fagocitose e da produção de óxido nítrico (ON), através da medida indireta da dosagem dos nitritos e nitratos nos cultivos celulares. Foram realizados também testes de viabilidade celular. A análise estatística foi efetuada com os testes MANOVA e ANOVA. Os resultados revelam que o consumo de dieta hiperlipídica não gerou aumento no ganho ponderal, todavía promoveu incremento da quantidade de gordura visceral. A obesidade, gerada pela indução da dieta hiperlipídica, acarretou um aumentou na quantidade de hemácias e neutrófilos do sangue periférico e na quantidade de neutrófilos e linfócitos no local da infecção. Surpreendetemente, as atividades microbicidas dos MA de ratas obesas permaneceram semelhantes e intactas, mesmo na presença da endotoxemia.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11011
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Medicina Tropical

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BrunoSampaio_Mestrado.MedicinaTropical_2012.pdf1.25 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons