Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10983
Título: Utilização da investigação apreciativa como estratégia de análise da gestão participativa no caso do Movimento Pró-Criança
Autor(es): Sobral, Karla Bezerra de Souza
Palavras-chave: Investigação Apreciativa; Planejamento Estratégico; Organizações Não Governamentais; Movimento Pró-Criança; Gestão Participativa; Linha Apreciativa do Tempo
Data do documento: 29-Jul-2013
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: SOBRAL, Karla Bezerra de Souza. Utilização da investigação apreciativa como estratégia de análise da gestão participativa no caso do Movimento Pró-Criança. Recife, 2013. 151 f. Dissertação (mestrado) - UFPE, Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Programa de Pós-graduação em Administração, 2013.
Resumo: Nesta dissertação utilizou-se a Investigação Apreciativa como estratégia de análise da gestão participativa no caso do Movimento Pró-Criança, ao longo de sua trajetória organizacional. Foram empregados três referenciais interdisciplinares: a) Investigação Apreciativa (IA); b) planejamento estratégico; e c) gestão participativa em organizações não governamentais (ONG). A discussão envolveu questões ligadas à visão de futuro do MPC e à temática da história como possibilidade positiva, como fonte do design generativo de práticas participativas de gestão (interativas, compartilhadas e adaptativas) promovidas por gestores e diferentes públicos da organização, ao longo das duas décadas de sua existência. Assim, foi feito levantamento documental de dados históricos do MPC, entrevistas apreciativas, troca de informações com um grupo focal, pesquisa participante, realização de reuniões e oficinas de validação dos resultados obtidos. A estratégia adotada foi a do estudo de caso único qualitativo, cujos procedimentos descritivos-explicativos foram inspirados no modelo de 5-D (D-1 – Definition; D-2 – Discovery; D-3 – Dream; D-4 – Design; e D-5 Destiny), com ênfase sobretudo nos dois primeiros Ds, visto que a pesquisa se concentrou na busca de histórias fundamentais do MPC para poder desenhar uma linha apreciativa do tempo desta organização. Desta maneira, chegou-se às bases indicativas das possibilidades positivas do sucesso da gestão participativa, em suas diferentes descobertas, sobretudo no tocante à sua emergência e desenvolvimento no MPC, em retrospectiva, estabelecendo-se vínculos dinâmicos entre passado, presente e futuro. Como resultado da visão construtivista utilizada, o estudo apreciativo aponta para categorias positivas sugestivas da consolidação desse modelo de gestão no MPC.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10983
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Administração

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO KARLA BEZERRA DE SOUZA SOBRAL.pdf3,52 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons