Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10956
Title: Um Teste Científico de Teorias da Consultoria Organizacional: a experiência do SESI com a aprendizagem gerencial
Authors: ARRUDA, Jorge Luiz Monteiro
Keywords: Aprendizagem organizacional;Intervenção em consultoria;Aprendizagem gerencial;Mudança nas organizações
Issue Date: 28-Feb-2013
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: ARRUDA, Jorge Luiz Monteiro. Um teste científico de teoria da consultoria organizacional: a experiência do SESI com a aprendizagem gerencial. Recife, 2013. 304 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Pernambuco. CCSA, Administração, 2013.
Abstract: A motivação para a escolha do tema “Um Teste Científico da Consultoria Organizacional: a Experiência do SESI com a Aprendizagem Gerencial” decorreu do interesse do pesquisador em aprofundar o conhecimento sobre a prática da consultoria, em especial sobre os efeitos produzidos pela consultoria que assume como base teórica da intervenção os princípios da aprendizagem organizacional (ARGYRIS E SCHÖN, 1978; SENGE, 1990, 2009; COOPERRIDER, 2006, 2008) e se utiliza dos postulados da intervenção orgânica (ARGYRIS, 1970), onde o consultor exerce o papel de um profissional de ajuda ao sistema-cliente, (ARGYRIS, 1970; KUBR, 1986; BLOCK, 1991; SCHEIN, 2008) para a criação de uma visão compartilhada sobre a realidade e proposição de mudanças. Foi objeto desta pesquisa o Serviço Social da Indústria (SESI), Departamento Regional de Pernambuco, que vem incorporando desde o ano de 2000 novas tecnologias de gestão, destacando-se, a partir de 2010, o Modelo de Excelência da Gestão (MEG), considerado um projeto estratégico vinculado ao Programa de Desenvolvimento da Gestão do SESI-PE. Nesse contexto, surgiu a demanda por um Programa de Desenvolvimento Gerencial (PDG), justificado pela necessidade de o SESI-PE acompanhar as mudanças do mercado competitivo, por meio de líderes que apresentem habilidades de gestão para resultados, visando à sustentabilidade organizacional. Esta dissertação teve como objetivo identificar os efeitos do Programa de Desenvolvimento Gerencial aplicado no SESI-PE e o seu eventual impacto na gestão da mudança e no sucesso da organização através do esboço de um modelo cientifico do fenômeno da consultoria organizacional à luz das suas dimensões fundamentais. A pesquisa foi de abordagem quantitativa, apoiada num estudo de caso e complementada por análises documentais. Os dados coletados foram analisados com o auxílio de métodos estatísticos descritivos e inferenciais. Os respondentes, num total de 207, foram 25 gestores participantes do PDG e mais 182 colaboradores diretamente a eles subordinados. De modo geral, os resultados da pesquisa revelaram uma forte interligação entre as teorias basais que deram suporte à intervenção realizada, confirmaram os indicadores oriundos das teorizações de Argyris e Schön e David Cooperrider e fez emergir novos indicadores com base na teorização de Peter Senge, sendo estes indicadores uma nova forma de avaliar os impactos das ideias deste autor na organização, extrapolando os conceitos definidos a priori para as cinco disciplinas de aprendizagem. Permitiu ainda uma avaliação dos impactos da intervenção realizada no ambiente comportamental do SESI-PE, sempre à luz dos referenciais teóricos aplicados na intervenção. Finalmente, os quatro construtos globais de ANÁLISE-SÍNTESE e EVOLUÇÃO–ESTABILIDADE que emergiram, ao se considerar todos os teóricos simultaneamente, também se constituem como uma nova contribuição para avaliar processos de intervenção em consultoria organizacional.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10956
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO Jorge Luiz Monteiro Arruda.pdf3.13 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons