Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10902
Título: Atitudes morais, agressividade e empatia: um estudo com atletas que participam de competições
Autor(es): Moura, Maria Aline Rodrigues de
Palavras-chave: Empatia; Agressividade; Atitudes morais; Esporte
Data do documento: 31-Jan-2014
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Moura, Maria Aline Rodrigues de. (2014). Atitudes morais, agressividade e empatia: um estudo com atletas que participam de competições. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-graduação em Psicologia Cognitiva, Universidade Federal de Pernambuco, Recife-PE, 2014.
Resumo: psicológico, uma vez que influenciam nas condutas morais dos indivíduos, na mobilização dos atletas para com as situações vivenciadas por seus companheiros e adversários e na emissão de comportamentos agressivos. Partindo desse princípio, o objetivo do presente estudo foi investigar se a empatia exerce influência significativa sobre as atitudes morais e a agressividade dos atletas da modalidade futebol de salão durante as competições, bem como, propor uma nova medida de empatia voltada para o contexto esportivo. Para tanto, no estudo I, contou-se com a colaboração de 201 atletas, de ambos os sexos, que participam de competições nas mais diversas modalidades. No estudo II, contou-se com a participação de 50 atletas, do sexo masculino, da modalidade futebol de salão. Todos os participantes eram residentes da cidade do Recife-PE com idade mínima de 15 anos. Para avaliar a agressividade foram realizadas gravações dos jogos para posterior categorização dos comportamentos agressivos dos participantes. Em seguida, os atletas responderam, de maneira coletiva, a uma bateria de instrumentos contendo a Escala de Agressividade em competição (EAGRESCOMP), os dilemas referentes às atitudes morais no esporte, o Attitudes to Moral Decision–making in Youth Sport Questionnaire (AMDYSQ), o Interpersonal Reactivity Index (IRI) e a Escala de Atitudes Empáticas para Atletas que Participam de Competições. No que se refere à influência da empatia sobre a agressividade dos atletas que praticam futebol de salão, constatou-se que a dimensão Sentimentos Empáticos correlacionou de maneira significativa e positiva com o fator Vitória Justa (r= 0,28; p= 0,047). Já a dimensão Raiva Empática correlacionou significativa e negativamente com a dimensão Aceitação ao Antidesportivismo (r= -0,39; p= 0,005) e com todos os fatores da agressividade. Quanto ao estudo de construção da Escala de Atitudes empáticas para Atletas que participam de competições, as análises indicaram que tal instrumento possui boas propriedades psicométricas, o que viabiliza o uso dessa medida para a realização de pesquisas futuras, embora ainda precise passar pelo processo de validação em uma população mais ampla. Os resultados provenientes do presente estudo contribuem para a produção do conhecimento científico na área da psicologia cognitiva e do esporte, bem como possibilita a realização de estratégias de intervenção voltadas a minimizar as taxas de agressão nas competições e que promovam o desenvolvimento de atitudes morais pró-sociais.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10902
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Psicologia Cognitiva

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO Maria Aline Rodrigues de Moura.pdf1,24 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.