Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10874
Título: A psicologia do consumo responsável: tipologia e condicionantes
Autor(es): Silva, Aparecida Regina Bezerra da
Palavras-chave: Consumo Responsável; Tipologia do Consumo; Psicologia do Consumo
Data do documento: 31-Jan-2014
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: O consumo socioambientalmente consciente e sustentável é assunto de grande importância (Goleman, 2009; Tachizawa, 2006; Lima, 2013) e sua compreensão envolve uma combinação de atributos psicológicos, sociais e culturais (François-Lecompte & Valette-Florence, 2006). O presente trabalho buscou caracterizar o consumo responsável no contexto de estudantes universitários brasileiros em termos das associações específicas entre os seus traços individuais e a sua relação com o consumo. Para tanto, pesquisou-se 136 estudantes de instituições de ensino superior da Região Metropolitana do Recife, sendo aplicados um questionário sociodemográfico e de consumo, um questionário de atitudes socioambientais, um questionário de informações socioambientais, um teste de QI (Campello de Souza, Silva e Roazzi, 2010), uma escala de Hipercultura (Souza et al, 2012), um teste de personalidade do tipo Big Five (Golsing, Rentfrow & Swann JR., 2003), uma escala de valores morais (Schwartz, 2005) e um teste de Consumo Responsável (François Lecompte e Valette-Florence, 2006). Através de análises estatísticas, produziram-se resultados apontando que: (a) o grupo estudado representa uma categoria de consumidor de grande poder aquisitivo; (b) os estudantes investigados apresentam um nível geral razoavelmente elevado de preocupação, conhecimento e ações no que concerne à responsabilidade socioambiental; (c) parecem existir três grandes categorias de consumo, sendo elas Consumo Moral (privilegiar ou boicotar certos produtores e reduzir o impacto ambiental, guiado por uma orientação ética, altruísta e em prol do bem-estar alheio, apoiando-se na disciplina e no autocontrole), Consumo Esclarecido (disposição em se pagar a mais por produtos ou serviços que apresentem maior responsabilidade social ou ambiental, apoiada por maior conhecimento e conscientização acerca do comércio e das questões socioambientais) e Consumismo (realização de compras por impulso, em busca de prazer ou vantagens pessoais, comsignificativainteração social, mas com a priorização de si mesmo, sem maior consideração pelos demais), cada uma com suas características comportamentais e psicológicas específicas; (d) a Hipercultura, ou seja, as formas de pensar e agir da Era Digital, parece estimular todas as três modalidades de consumo, mas cada uma em função de um mecanismo ou processo distinto; e (e) sexo e renda familiar não se associaram a qualquer das modalidades de consumo encontradas, mas idade e renda individual se correlacionaram positivamente ao Consumo Moral. A partir desses achados, concluiu-se que: (i) o segmento dos estudantes universitários e o tema do consumo responsável são de grande importância para o mercado, (ii) a nova tipologia do consumo encontrada pode contribuir para conciliar muitas das divergências entre os autores da área e (iii) surge uma nova compreensão do consumo com o potencial para grandes aplicações nos setores público e privado. Ao final, são sugeridos estudos futuros acerca do tema abordado.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10874
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Psicologia Cognitiva

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO Aparecida Regina Bezerra da Silva.pdf2,35 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.