Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10843
Título: Lirbório, Lúcia Ferreira. Interação instituto de pesquisa – empresas: contribuições da Embrapa Semiárido para o desenvolvimento da fruticultura irrigada no Vale do Submédio São Francisco
Autor(es): Lirbório, Lúcia Ferreira
Palavras-chave: Interação Instituto de Pesquisa–Empresa; Embrapa Semiárido; Fruticultura Irrigada; Inovação Tecnológica; Nordeste Brasileiro.
Data do documento: 31-Jan-2012
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: LIRBÓRIO, Lúcia Ferreira. Interação instituto de pesquisa - empresas: contribuições da Embrapa Semiárido para o desenvolvimento da fruticultura irrigada no Vale do Submédio São Francisco. Recife, 2012. 186 folhas Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Pernambuco. CFCH. Programa de Pós-Graduação em Geografia, 2012.
Resumo: A interação é apontada como fator chave para a inovação tecnológica e os institutos de pesquisa pública tem importante papel a desempenhar, especialmente nos países em desenvolvimento onde o Sistema Nacional de Inovação (SNI) é considerado “imaturo”. Diante disso decidiu-se por fazer um estudo de caso sobre as interações existentes entre o Centro de Pesquisa Agropecuária do Trópico Semiárido (CPATSA), a Embrapa Semiárido e as empresas do setor de fruticultura irrigada no Vale do Submédio São Francisco. A Embrapa é apontada por autores como Fernandes; Silva e Souza, (2009), Mazzoleni e Nelson. (2005), Suzigan e Albuquerque (2008), como um dos exemplos bem sucedidos de organizações nacionais que articulou esforços entre os diferentes atores que compõem o SNI. Contribuiu, assim, para o desenvolvimento de uma área estratégica para a economia brasileira (a agropecuária), sendo, de acordo com o Diretório dos Grupos de Pesquisa do CNPq (DGP/CNPq), o instituto de pesquisa que mais declarou relacionar-se com o setor produtivo no Nordeste e no Brasil, superado apenas pelas universidades. Para realização da pesquisa foi feita ampla revisão da literatura sobre as categorias de análises consideradas relevantes para o desenvolvimento da dissertação como: inovação; interação universidade /instituto de pesquisa – empresas e Sistema Nacional de Pesquisa Agropecuária no Brasil. Foram elaboradas ainda entrevistas semi-estruturadas aplicadas com pesquisadores da Embrapa Semiárido e representantes do setor produtivo. Após a constatação da importância das contribuições desse instituto, não apenas para a fruticultura irrigada, mais também para a valorização do Semiárido, verificou-se que existem algumas interações entre a Embrapa Semiárido e os produtores ligados a fruticultura irrigada, porém, não na intensidade esperada. Um dos argumentos mencionados pelos entrevistados do setor produtivo como inibidores de uma interação mais intensa com o instituto de pesquisa é o fato do tempo das pesquisas desenvolvidas no instituto serem superiores aos demandados pelos produtores, que alegam que o setor é muito dinâmico e precisa de respostas rápidas. Outra constatação da pesquisa é que alguns produtores declararam possuir interação com universidades de outros países, além de frequentemente importarem pacotes tecnológicos. A importação de pacotes tecnológicos é vista como impedimento para o desenvolvimento de competências internas na região.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10843
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Geografia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO LÚCIA FERREIRA LIRBÓRIO PPGEO UFPE 2012.pdf3,91 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons