Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1076
Título: Estudo da comunidade de morcegos em fragmentos remanescentes de floresta atlântica do litoral sul do Estado de Pernambuco
Autor(es): Clarissa Nobre de Oliveira, Carla
Palavras-chave: Morcego Pernambuco;Chiroptera;Ecologia florestal
Data do documento: 31-Jan-2010
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Clarissa Nobre de Oliveira, Carla; Rossano Mendes Pontes, Antônio. Estudo da comunidade de morcegos em fragmentos remanescentes de floresta atlântica do litoral sul do Estado de Pernambuco. 2010. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Biologia Animal, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2010.
Resumo: O presente estudo tem como objetivo avaliar como o tamanho, a forma e a conectividade dos fragmentos na paisagem influenciam na comunidade de morcegos, através dos valores de riqueza, diversidade e número de capturas. Com um esforço de 6840 rede-hora, foram capturados 1.115 indivíduos pertencentes a 23 espécies. O checklist de morcegos para o Centro de Endemismo Pernambuco indicou uma simplificação da fauna de morcegos, com possíveis extinções locais devido ao elevado grau de fragmentação da área de estudo, aliado a isso, tem-se que morcegos de maior porte e generalistas foram capazes de persistir na paisagem fragmentada. Modelos gerais lineares indicaram uma fraca relação entre tamanho e forma dos fragmentos com riqueza e diversidade. Número de capturas foi influenciado apenas pelo tamanho enquanto a conectividade não exerceu nenhum efeito sobre as variáveis estudadas. O escalonamento métrico indicou uma fraca separação dos fragmentos entre as classes de tamanho e as análises de particionamento indicaram um elevado grau de compartilhamento de espécies e baixos valores de exclusividade, sugerindo que tamanho e forma não são determinantes para as espécies de morcegos remanescentes no período pós-fragmentação. A comunidade de morcegos do Centro de Endemismo Pernambuco não é fortemente afetada pela fragmentação e as espécies remanescentes serão de extrema relevância para a manutenção dos processos ecológicos regionalmente, tendo em vista que os grandes dispersores estão regionalmente extintos. Palavras-Chave: Morcego Pernambuco, Chiroptera, Ecologia floresta
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1076
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Biologia Animal

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
arquivo5619_1.pdf567,09 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.