Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10588
Título: Antibioticoprofilaxia de cirurgia bariátrica com cefazolina em infusão contínua: determinação da concentração no tecido celular subcutâneo
Autor(es): ANLICOARA, Rafael
Palavras-chave: Obesidade; Cirurgia bariátrica; Cefazolina; Profilaxia antimicrobiana; Administração & dosagem
Data do documento: 6-Set-2012
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: ANLICOARA, Rafael. Antibioticoprofilaxia de cirurgia bariátrica com cefazolina em infusão contínua: determinação da concentração no tecido celular subcutâneo. Recife, 2012. 44 f. Dissertação (mestrado) - UFPE, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-graduação em Cirurgia, 2012.
Resumo: A infecção de sítio cirúrgico (ISC) ocorre em aproximadamente 1 a 22% das cirurgias bariátricas. A utilização do antibiótico profilático de maneira adequada é um ponto chave para prevenir a ISC. Um dos fatores que pode estar envolvido neste maior índice de infecção seria a baixa concentração de antibiótico profilático atingida no tecido adiposo dos pacientes obesos severos. Objetivos: Dosar a Cefazolina, no tecido celular subcutâneo, de pacientes submetidos à cirurgia bariátrica, que receberam dose de 2g na indução anestésica, associada a 1g contínuo durante a cirurgia e avaliar se existe relação entre a concentração obtida e o índice de massa corpórea (IMC) dos pacientes. Métodos: Dezoito pacientes foram avaliados durante o período de Outubro/2011 a Maio/2012. Amostras de tecido celular subcutâneo, obtidas no início e ao final das cirurgias destes pacientes, foram analisadas através de cromatografia a líquido de alta eficiência para determinar a concentração da cefazolina. Resultados: A idade média dos pacientes foi de 39,4±11,6 anos e o IMC médio foi de 40,5±3,98. A concentração de Cefazolina encontrada no tempo inicial foi de 6,66±2,56μg/ml, e ao término da cirurgia foi de 7,93±2,54μg/ml. Os pacientes com IMC<40kg/m2 apresentaram concentração inicial de Cefazolina 48% maior e concentração final 47% maior do que os pacientes com IMC≥40kg/m2. Conclusões: Nas cirurgias bariátricas com até três horas de duração, o acréscimo de uma dose de 1g de Cefazolina, em infusão endovenosa contínua, à atual dose recomendada de 2g na indução anestésica, propicia concentração no tecido celular subcutâneo acima da concentração inibitória mínima para as principais agentes causadores de ISC. Os pacientes com IMC<40kg/m2 apresentaram concentrações de Cefazolina significativamente maiores dos que os pacientes com IMC≥40kg/m2.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10588
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Cirurgia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
dissertacao rafael anlicoara-w.pdf807,99 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons