Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10486
Título: Explorações acerca da Construção de Significados na Brincadeira Infantil
Autor(es): Correia, Mônica de Fátima Batista
Palavras-chave: Brincadeira Infantil; Construção de Significados e Significação
Data do documento: 2005
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Correia, Mônica de Fátima Batista.Explorações acerca da Construção de Significados na Brincadeira Infantil. recife, 2005.Tese( Doutorado) - - UFPE, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-graduação em Psicologia
Resumo: vel encontrar análises que refletem a complexidade e ao mesmo tempo a importância deste para o desenvolvimento da cognição humana. No entanto, não encontramos descrições a respeito de tal processo, apenas definições de termos ou citações de possíveis elementos envolvidos. Mas, paradoxalmente, a discussão a respeito da capacidade humana de significar remeta há muitas décadas. Antes da chamada revolução cognitiva (anos 50), por exemplo, já havia ênfase sobre a relevância do significado na configuração dos fenômenos psicológicos – muitos estudiosos concordariam inclusive que significado representa o principal aspecto da cognição humana e o problema-chave da Psicologia Cognitiva. O objetivo deste estudo, portanto, foi construir um entendimento do processo de construção de significados no âmbito da brincadeira infantil, sem ter a pretensão de solucionar o problema, mas de descrever as características deste processo e demonstrar a viabilidade de aborda-lo empiricamente. As análises deste estudo basearam-se em videografias realizadas com 15 crianças envolvidas em brincadeiras com diversos brinquedos, sucatas e um objeto estranho às crianças. Estas estavam em diferentes faixas etárias e aconteceram em três distintos momentos de interação (sozinhas, com outra criança e com suas mães). A partir das análises do primeiro grupo de crianças, considerado “principal”, com participantes entre quatro e cinco anos de idade, os resultados demonstraram a existência de nove características comuns às brincadeiras das crianças – classificadas como constituintes do processo de construção de significados na brincadeira infantil. Através do segundo grupo, composto por crianças em idades entre três e nove anos, observadas em momentos separados e com diferentes materiais e procedimentos, confirmou-se a emergência daquelas características no processo de construção de significados pelas crianças. Estas análises, assim como, o levantamento daquelas características possibilitaram a descrição e construção de uma hipótese para o funcionamento do processo de construção de significados, que apesar de muito comum nos discursos psicológicos e educacionais é pouco estudado e/ou não definido. Esta hipótese de funcionamento, comum às brincadeiras das crianças observadas, destaca a capturação do brinquedo (especialmente o desconhecido) pela linguagem no contexto da brincadeira, sua inserção, portanto, em um campo semiótico e posteriormente em uma construção pela criança de um enredo relacionado. Dessa maneira é completado um ciclo do processo de construção de significados que demonstraremos através diferentes extratos de protocolos. Os nossos achados serão remetidos ainda às suas possíveis implicações principalmente para o contexto educacional.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10486
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Psicologia Cognitiva

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese Monica Correia.pdf1,15 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.