Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10403
Título: Tecnologia micorrizíca e P na maximização da produção de compostos bioativos com potencial medicinal em mudas de Angico-preto (Anadenanthera colubrina (Vell.) Brenan)/
Autor(es): BONFIM, Maria Valdirene Leite Pedone
Palavras-chave: FMA; Metabólitos secundários; Metabólitos primários
Data do documento: 31-Jan-2012
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: A aplicação de fungos micorrízicos arbusculares (FMA) pode aumentar o crescimento e a concentração de metabólitos primários e secundários em diversas espécies vegetais. Anadenanthera colubrina, planta com propriedades medicinais, tem o crescimento beneficiado pela micorrização, mas não se conhece a influência da simbiose sobre a produção de compostos foliares bioativos nessa planta. O objetivo deste estudo foi determinar o efeito da inoculação micorrízica e da adição de P na produção de compostos bioativos em mudas de angico-preto. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado em arranjo fatorial de 2 x 5, sendo dois tratamentos de inoculação (com ou sem FMA) e cinco níveis de P, em 5 repetições. Sementes de angico-preto foram desinfestadas e, após a germinação, as plântulas com duas folhas definitivas foram transferidas para potes contendo solo desinfestado com 5 níveis de P [4 ( nível natural), 8, 15, 30 e 50 mg de P dm-3 de solo, suplementado com superfosfato simples] e inoculadas com solo-inóculo misto, fornecendo 300 esporos de Gigaspora albida + Acaulospora longula. Após 150 dias em casa de vegetação, a parte aérea foi colhida, seca em estufa e macerada em etanol 95 % (12 dias/20 °C) para determinação de carboidratos solúveis, proteínas, fenóis, flavonóides e de taninos totais. A produção de proteínas e de carboidratos, tanto em concentração como em conteúdo, foi favorecida pela inoculação com FMA, porém tal benefício foi mitigado nos maiores níveis de P testados. A concentração de fenóis, de flavonóides e de taninos totais foi favorecida pela micorrização, mesmo nos níveis mais altos de P. Conclui-se que a produção de metabólitos primários e secundários foliares em mudas de A. colubrina pode ser maximizada pela micorrização, com os benefícios dependentes da suplementação fosfática do solo.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10403
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Biologia de Fungos

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Maria Valdirene Leite Pedone Bonfim - Pós Graduação em Biologia de Fungos.pdf578,85 kBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons