Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1034
Title: Avaliação dos efeitos do hidrocarboneto aromático fenantreno e do metal cobre em juvenis do peixe Poecilia vivipara
Authors: Roberto Mendonça de Melo, Flávio
Keywords: Poecilia vivipara;Fenantreno;Cobre;Comportamento.
Issue Date: 31-Jan-2011
Publisher: Universidade Federal de Pernambuco
Citation: Roberto Mendonça de Melo, Flávio; Sérgio Martins de Carvalho, Paulo. Avaliação dos efeitos do hidrocarboneto aromático fenantreno e do metal cobre em juvenis do peixe Poecilia vivipara. 2011. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Biologia Animal, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.
Abstract: Juvenis do peixe estuarino Poecilia vivípara foram expostos em experimentos semi-estáticos ao hidrocarboneto policíclico aromático fenantreno, e ao metal pesado cobre. Após 96 h de exposição dos peixes às concentrações de 2,5, 10, 50, 100, e 150 &#956;g L-1 de fenantreno e 5, 20, 40, 100, 200 &#956;g L-1de cobre foram avaliados os efeitos subletais sobre biomarcadores comportamentais quantificados individualmente nos peixes. Os peixes foram monitorados com um sistema de video digital em arenas experimentais, e foi quantificada a velocidade de natação em cm s-1 durante atividade natatória espontânea e durante atividade natatória sob estímulo de náuplios de Artemia oferecidos como presas. Neste mesmo experimento com presas disponíveis foi quantificado o número de náuplios capturados. Além disso, foi avaliada a resistência natatória contra-corrente dos peixes expostos através de um sistema experimental desenvolvido durante este trabalho. Para os peixes expostos ao fenantreno também foi quantificada a acuidade visual baseada nas respostas optocinéticas. A atividade natatória sob estímulo de presas disponíveis diminuiu com a exposição dos peixes ao fenantreno, apresentando diferença estatística entre as velocidades médias (p <0,001). Foi detectado um déficit na acuidade visual, e na quantidade de presas capturadas pelos peixes expostos ao fenantreno, existindo diferença estatística para ambos parâmetros entre o controle e a concentração de 150 &#956;g L-1. Estes resultados demonstram que a exposição de P.vivipara à concentrações subletais de fenantreno alteraram sua habilidade visual e capacidade de capturar presas, apesar de não ter-se percebido modificação da resistência natatória. Por outro lado, nos peixes expostos ao cobre não foram detectadas diferenças significativas na natação espontânea, natação durante a alimentação com Artemia e na captura de náuplios. Entreteanto, houve diminuição da resistência natatória entre os peixes expostos ao cobre a 200 &#956;g L-1 e o controle, o que pode influenciar na habilidade destes indivíduos em estabelecer posição adequada em habitats em situações de corrente adversas durante o fluxo das marés em estuários onde esta espécie habita
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/1034
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - Biologia Animal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo3010_1.pdf689.5 kBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.