Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10334
Título: Um estudo sobre a inadimplência do crédito rural no Vale do São Francisco
Autor(es): Fonseca, Henrique Veras de Paiva
Palavras-chave: Crédito rural; Risco de crédito; Fruticultura; Inadimplência
Data do documento: 8-Mar-2012
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: FONSECA, Henrique Veras de Paiva. Os determinantes da alocação da produção de uvas frescas do Brasil: uma abordagem baseada no modelo gravitacional. Recife, 2009
Resumo: A Região Nordeste desponta como o grande pólo nacional de produção de frutas tropicais frescas, dadas suas condições de clima, solos, existência de recursos hídricos e mão-de-obra abundantes. O Vale do Sub-Médio São Francisco é o principal centro de produção e exportação de frutas tropicais do país, com destaque para a produção de manga e uva. O volume de investimentos na região pode crescer ainda mais com o equacionamento de uma questão importante para o seu desenvolvimento, relacionada à utilização dos recursos do crédito rural, através do financiamento de custeios e investimentos agrícolas pelo setor privado. Alternativas de minoração das dificuldades no acesso ao crédito podem estar relacionadas com a necessidade de mitigação de riscos pelos bancos, capazes de reduzir a inadimplência, apontada nesse trabalho como uma das causas prováveis da redução da oferta de crédito. Este trabalho tem como objetivo um estudo sobre os determinantes do crédito rural na atividade agrícola em perímetros irrigados na região do Vale do São Francisco, no Nordeste brasileiro, a fim de servir como suporte para estratégias ótimas de oferta de crédito, por parte dos bancos, aos produtores da região. Para tanto, utilizou-se dados provenientes de um levantamento primário e um extenso levantamento bibliográfico. Em seguida, formulou-se um modelo econométrico a fim de se estabelecer uma relação robusta entre a expansão do crédito na região e seus determinantes. Os resultados obtidos sugerem uma relação positiva entre o risco de inadimplência e as seguintes variáveis: área total do lote, idade, venda a atravessadores, participação em organizações, inadimplência no comércio e produtores localizados no núcleo Bebedouro. De maneira inversa, relacionam-se os seguintes fatores: renda, escolaridade, possuir certificação internacional, além de produtores localizados nos núcleos N1, N7 e N8 do perímetro irrigado Nilo Coelho.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10334
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Economia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Henrique Veras de Paiva Fonseca - Mestrado em Economia 2012.pdf8,07 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons