Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10248
Título: Memória em sais de prata: fotografias do Recife em instituições memoriais
Autor(es): Malta, Albertina Otávia Lacerda
Palavras-chave: Organização da informação; Fotografia; Análise documentária de imagem; Sistema memorial; Memória
Data do documento: 28-Fev-2013
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: MALTA, Albertina Otávia Lacerda. Memória em sais de prata: fotografias do Recife em instituições memoriais. Recife, 2013. 205 f. Dissertação (mestrado) - UFPE, Centro de Artes e Comunicação, Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação, 2013.
Resumo: A memória de um país se faz por seu patrimônio cultural, que deve ser preservado especialmente em tempos de transformação urbana. Coleções de fotografias são peça importante do patrimônio cultural, porque despertam a memória social coletiva, auxiliam na formação do sentimento de pertencimento e podem ser o único elo entre o passado e o presente. No entanto ainda identificam-se coleções de fotografia custodiadas em instituições de memória, inadequadamente organizadas e não integrantes de um sistema memorial, impedindo a construção e reconstrução da consciência de cidadania e pertencimento. Fotografias envolvem memória, esquecimento, transmissão de dados históricos e emoções, devendo ser disponibilizadas a grande número de pessoas. Objetivando propor o processo de organização da informação de acervos fotográficos, para viabilizar o acesso das imagens em uma rede memorial, procedeu-se ao diagnóstico do nível de organização dos acervos fotográficos de três Instituições de Memória e à proposição da análise documentária baseada no método de Manini para descrição sistematizada de imagens fotográficas. Discorreu-se sobre similitudes do sistema memorial com o sistema nervoso central, com base nos processos memória-esquecimento-fluxo de informações desencadeadas pela observação de imagens para embasar a necessidade de organização. Pela comprovação da inadequação organizacional de acervos de imagens de três instituições memoriais, localizadas no Recife, demonstrou-se a análise documentária de Manini aplicada a 50 imagens, como possibilidade de processamento da informação imagética, que poderá, no futuro, permitir que o acervo de imagens das instituições de memória cumpra o objetivo de iluminar a história, na medida em que trouxer imagens à luz.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10248
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Ciência da Informação

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO Albertina Malta.pdf10,02 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons