Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10213
Título: A Construção Narrativa da Relação Eu-corpo em Pacientes Acometidos de Queimaduras de 2° e 3° Graus
Autor(es): Gonçalves, Fabiane Mônica da Silva
Palavras-chave: Eu-corpo; narrativa; pontos de virada
Data do documento: 31-Jan-2013
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Citação: Gonçalves, F. M. da S. (2013). A construção narrativa da relação eu-corpo em pacientes acometidos de queimaduras de 2° e 3° graus. 126p. Dissertação de Mestrado, Pós-graduação em Psicologia Cognitiva, Universidade Federal de Pernambuco, Recife.
Resumo: Vários estudos apontam que vítimas de situações traumáticas são propensas a narrar a sua história na tentativa de dar sentido a essas experiências. A pesquisa em questão ressalta a construção dos sentidos configurados narrativamente pelo sujeito vítima de queimadura, pois entendemos que as marcas, sequelas e cicatrizes produzidas pelo incidente convocam o sujeito a se reposicionar subjetivamente frente a sua nova condição. Assim, o objetivo principal deste estudo foi investigar como o paciente organiza narrativamente a sua relação eu-corpo, tendo como referência o incidente da queimadura. Os objetivos específicos consistiram em: (i) analisar se o evento da queimadura conduz o paciente à re-historiação; (ii) circunscrever os sentidos configurados narrativamente pelo sujeito acerca do incidente da queimadura; e (iii) identificar se há mudança no posicionamento do paciente no que se refere à relação eu-corpo. O delineamento da pesquisa se constituiu em três estudos de casos. Desse modo, participaram da pesquisa três mulheres adultas, vítimas de queimadura, que estavam em atendimento no Hospital da Restauração, em fase de reabilitação de longa duração. Foram utilizadas três estratégias para a construção dos dados: a técnica da observação espontânea, o questionário misto e uma entrevista com depoimento pessoal. O procedimento de produção dos dados aconteceu em dois momentos: (i) observação do funcionamento do Centro de Tratamento de Queimados e, ao mesmo tempo, a escolha dos possíveis participantes; (ii) aplicação do questionário e, por conseguinte, a entrevista com o paciente. Para analisar os dados, utilizamos a análise do discurso de Orlandi. Essa análise nos possibilitou constatar que o sujeito, ao sofrer um acidente traumático proveniente de queimaduras, é propenso a revisitar a sua história de vida, enfatizando o antes e o depois do incidente. Também visualizamos que os sentidos produzidos por eles são configurados em tramas discursivas carregadas de muita dor e sofrimento, marcadas pelo real do seu corpo. Em síntese, compreendemos que a representação da relação eu-corpo é construída narrativamente a partir da interface que o sujeito estabelece com o seu corpo e com a cultura, pois as experiências sentidas e vividas nessas relações, sejam elas conscientes e/ou inconscientes, possibilitam ao sujeito narrar essas experiências como histórias. Portanto, o eu e o corpo formam uma relação íntima na qual o sujeito constrói a representação de si através do discurso narrativo.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10213
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Psicologia Cognitiva

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Fabiane Gonçalves.pdf1,06 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.