Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10212
Título: Estética e funcionalidade na aplicação do granito preto da Região do Pombal-PB
Autor(es): SARMENTO FILHO, Jarbas da Silveira Coelho
Palavras-chave: Rocha Ornamental; Diorito-Gabróide; Estética; Granito preto; Bri lho das rochas; Colorimetria
Data do documento: 27-Jul-2013
Editor: Universidade Federal de Pernambuco
Resumo: Este trabalho disserta, à luz da estét ica, sobre fatores pert inentes às especi ficidades do material em estudo, abordando um di recionamento para a ot imização de sua apl icação ornamental nos diferentes usos, mais ou menos suscept íveis à al terabi l idade. Trata-se de t ipo pet rográfico dior i to-gabróide, ocor rente no Sí t io Trinchei ra , município de Pombal – PB, o qual é invest igado com base nas observações de campo e laboratório, destacando o bloco de part ição, que permi te antevisão da anisot ropia da rocha . Out rossim, na expectat iva da maior ou menor suscept ibi l idade à oxidação ou hidratação nos locais de apl icação, enfat iza-se anál ise das característ icas mineralógicas, texturais e estruturais, macroscópicas e microscópicas da rocha, visando à sua reprodut ibi l idade, fator importante na escolha e adequação para o seu uso ot imizado. Part indo do conhecimento de que a al terabi l idade varia em função da granulomet ria e do conteúdo químico da fórmula molecular dos minerais essenciais e acessór ios da rocha, anal isaram-se e ut i l izaram-se medidas de refletâncias nos di ferentes espect ros de cores e no bri lho , os quais permi tem suspei tar e ident i ficar potencial de al terabi l idade, em analogia com a composição supraci tada e a textura pet rográfica, sempre na perspect iva da estét ica. O bri lho diminuiu após o ataque químico, todavia os índices de diminuição foram notadamente maiores após o ataque do reagente água sani tária, em relação aos resul tados de al teração pelo ataque dos reagentes mul t iuso e detergente. A textura da rocha revelo u que a presença de fissuras, embora esparsa, foi condição cont ribuinte com a acentuação da al terabi l idade. Na escala de invest igação microscópica, confi rma -se uma composição essencialmente cálcica dos minerais incolores e mais magnesiana dos minerais coloridos, sendo o primei ro fator contr ibut ivo à boa qual idade do bri lho original , enquanto o segundo fator inibe a al terabi l idade. Finalmente a anisot ropia indicada pelo bloco de part ição da rocha most rou -se extensiva para a escala microscópica e permi te adic ionais aprovei tamentos de paginação de placas por ocasião de projeto e planejamento de ut i l ização.
URI: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10212
Aparece na(s) coleção(ções):Dissertações de Mestrado - Engenharia Mineral

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE Jarbas da Silveira Coelho Sarmento Filho.pdf4,29 MBAdobe PDFVer/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons